Mão de Obra

Eficiência passa pela capacitação de operadores

null

Cursos do Senar voltados à operação de máquinas agrícolas foram responsáveis por 29,6% dos treinamentos em 2018, com mais de 219 mil pessoas atendidas

A evolução tecnológica no campo requer atualização constante e cada vez mais especializada dos trabalhadores. Esforço pela qualificação envolve instituições de ensino e fabricantes de máquinas e equipamentos

Denise Saueressig
[email protected]

As tecnologias que acompanham o agronegócio evoluem em uma velocidade surpreendente e exigem atualização constante e especializada de quem trabalha no campo. A cada safra, as indústrias de máquinas apresentam inovações que contribuem para o aumento da eficiência, mas que também desafiam produtores e operadores. Nesta realidade de contínua modernização, a capacitação é mais um insumo para a busca dos melhores resultados. “Antigamente, era comum ouvirmos o ditado ‘quem não estuda vai parar na roça’, mas hoje a realidade é outra, pois quem não estuda não consegue mais ficar na roça”, declara o assessor técnico da Diretoria de Educação Profissional do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Rafael Diego Nascimento da Costa.

Há alguns anos, constata o técnico, os operadores estavam focados em plantar determinada área no menor tempo possível, mas, hoje, a preocupação é estar atento ao monitor da máquina para o plantio acontecer na velocidade certa, evitando falhas e reduzindo o consumo de combustível. “São mudanças que contribuem diretamente para o aumento da produtividade e da rentabilidade, e para um menor impacto ao meio ambiente”, acrescenta.

null

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!