Segurança

CRIMES no meio rural: um guia para se proteger

Segurança

É elevado e generalizado o aumento de furtos e roubos em fazendas, sítios e empresas sediadas no meio rural, de um botijão de gás a boiadas inteiras, tratores, insumo e até grãos. E vão de pequenos delitos a grandes operações criminosas realizadas por grupos fortemente armados. O que é possível fazer?

Augusto César de Andrade, assessor jurídico da Federação da Agricultura de Goiás (Faeg)

Não há dúvida que as chances de se tornar vítima em crimes é uma constante na vida de todos os brasileiros. Seja pela cultura do famoso jargão pejorativo do País, o “levar vantagem”, da deficiência de legislação no enfrentamento das práticas delituosas cada vez mais frequentes ou da política de defesa dos que buscaram o mundo do crime como vítimas da nossa sociedade, em detrimento dos que buscam o sustento no trabalho e se transformam em vítimas sem qualquer amparo do Estado.

No meio rural não é diferente. Há um elevado aumento de crimes realizados em fazendas, sítios e empresas localizadas no meio rural, seja do roubo de um botijão de gás a boiadas inteiras, tratores, defensivos, toneladas de adubo e grãos etc. As ocorrências passaram de pequenos delitos para grandes operações criminosas realizadas por grupos fortemente armados com dezenas de elementos envolvidos na realização das ações criminosas. Em grande parte, a culpa atribuída aos presídios como verdadeiras faculdades do crime, onde pequenos assaltantes são apresentados aos maiores criminosos e a grandes facções do crime, estabelecendo pactos de sangue e compromissos de perpetuar as ações delituosas quando voltarem ao convívio social.

Produtores organizados — Aos produtores rurais resta promover ações pr...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!