Tecnologia

AGCO anuncia lançamentos para 2019

Plantadora Momentum e colheitadeira Ideal estarão entre as novidades da companhia no mercado brasileiro a partir do próximo ano

AAGCO completará, em 2019, o maior processo de renovação do seu portfólio, com 159 equipamentos lançados desde 2017. Entre as novidades que estarão disponíveis aos produtores brasileiros nos próximos meses estão a plantadora dobrável Momentum e a colheitadeira Ideal. As duas máquinas estão em fabricação nas unidades da companhia no Rio Grande do Sul, nos municípios de Ibirubá e Santa Rosa. “Nos últimos quatro anos, investimos mais de US$ 300 milhões entre inovação, tecnologia, engenharia, e expansão e atualização das nossas plantas. Isso para trazer mais de 150 novos produtos para o mercado da América do Sul. Hoje, anunciamos dois equipamentos revolucionários”, ressaltou o presidente da AGCO na América do Sul, Luís Felli, no mês passado, durante evento à imprensa realizado em São Paulo/SP.

A Momentum foi planejada com a tecnologia Precision Planting, que melhora a distribuição de sementes, com versões de 24, 30 e 40 linhas. Quando aberta, a plantadora tem 18 metros de largura, e, quando fechada, 3,6 metros, Divulgação AGCO característica que facilita o transporte. A capacidade de armazenamento de sementes é de até 5.130 litros.

A Ideal é a nova linha de colheitadeiras axiais da companhia. O principal diferencial é um sistema de processamento inteligente, que preserva a qualidade dos grãos e oferece melhor manuseio, eficiência energética e capacidade em uma grande variedade de condições de solo. “São máquinas inteligentes. Ao longo do dia, o equipamento se autoajusta e se autorregula para se adaptar às condições, como umidade do grão que está sendo colhido e presença de mais ou menos impurezas. Isso faz com que o produtor tenha a menor perda possível”, destaca Felli.

A expectativa, para 2018, no Brasil, é de um incremento entre 5% e 10% nas vendas de máquinas da AGCO, que fabrica as marcas Massey Ferguson, Valtra, GSI, Fendt e Challenger. Em 2017, a companhia vendeu, mundialmente, o equivalente a US$ 8,3 bilhões, e a estimativa é de cerca de US$ 10 bilhões para este ano. Presente no evento em São Paulo, o presidente e CEO global da AGCO, Martin Richenhagen, falou sobre o clima de confiança no cenário agrícola da América do Sul. Na avaliação do executivo, 2019 será mais um período de crescimento. “Estamos bastante otimistas em relação ao próximo ano, tanto para o setor, de maneira geral, quanto para os nossos negócios. Acreditamos em uma expansão entre 5% e 10%.”

Os preços atrativos das commodities, a possibilidade de aumento das exportações de soja para a China diante da batalha comercial com os Estados Unidos e a perspectiva de maior estabilidade com o resultado das eleições são alguns dos fatores que deverão colaborar para o desempenho positivo da indústria de máquinas, segundo os executivos da empresa. Para este ano, o mercado brasileiro deverá fechar com cerca de 45 mil unidades vendidas, estima Felli. Entre janeiro e outubro, foram comercializadas 39,6 mil máquinas agrícolas no País, 10,6% a mais do que o mesmo período de 2017, de acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

A Granja esteve em São Paulo a convite da AGCO

Tecnologia

Linha de colheitadeiras Ideal tem como diferencial sistema de processamento inteligente, que preserva a qualidade dos grãos e reduz as perdas