Destaques do Ano

 

RECONHECIMENTO À EXCELÊNCIA DO NOSSO AGRONEGÓCIO

Andrei Saul e Rodrigo Fanti Fotos

Os vencedores da 30ª edição do prêmio Destaques A Granja do Ano receberam os troféus pela conquista da tradicional premiação em jantar durante a Expointer, em Esteio/RS


Os vencedores da mais tradicional e desejada láurea do agronegócio brasileiro receberam os troféus que simbolizam suas vitórias em 1º de setembro, na Casa da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul) na Expointer, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio/RS. Eles são os ganhadores da 30ª edição do prêmio Destaques A Granja do Ano, que há exatas três décadas premia os melhores em segmentos ligados direta e indiretamente ao agronegócio brasileiro. A definição dos vencedores ocorre anteriormente e é feita pelos leitores d’A Granja, que se manifestam de maneira democrática e voluntária em votação no site da revista e por meio de um cupom encartado à edição impressa. Nesta edição foram premiadas pessoas, empresas e instituições de 30 categorias.

O jantar foi prestigiado por dezenas de pessoas entre os premiados, autoridades e convidados. Entre eles, os diretores da Editora Centaurus, que publica A Granja, Eduardo e Gustavo Hoffmann, o vice-governador do Rio Grande do Sul, José Paulo Cairoli, os secretários estaduais de Agricultura do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro, Ernani Polo e Christino Áureo da Silva, respectivamente, o presidente da Farsul, Carlos Sperotto, o vice-presidente da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), Francisco Matturro, o diretor-executivo da Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef), Eduardo Daher, e o superintendente do Ministério da Agricultura do Rio Grande do Sul, Roberto Schroeder, entre outros.


“É uma felicidade muito grande compartilhar com vocês este momento de congraçamento e premiação”, lembrou Eduardo Hoffmann, diretor executivo da Editora Centaurus


Geraldo José de Toledo Martins, da Agropecuária CFM, recebe o prêmio Destaque Pecuária de Corte do diretor executivo da Editora Centaurus, Eduardo Hoffmann


“Temos na plateia literalmente só campeões”, destacou Bernhard Kiep, executivo da Massey Ferguson, que discursou em nome de todos os vencedores


Alexandre Jean Boer e Henrique Costales Junqueira, da Cooperativa Agropecuária Castrolanda, recebem o prêmio Destaque Leite do secretário da Agricultura do Rio Grande do Sul, Ernani Polo


Placa à campeã invicta

A Massey Ferguson foi homenageada pela A Granja com uma placa pelo mérito de ser a única entre as vencedoras a ganhar as 30 edições da premiação. “Ao comemorar 30 anos do anuário A Granja do Ano, a Editora Centaurus tem a honra de cumprimentar a Massey Ferguson por ter sido a única marca vencedora do Troféu Destaques, na categoria Tratores, de forma ininterrupta durante as 30 edições. Uma trajetória de sucesso escrita com investimentos e confiança reconhecida pelo mercado”, foi o registro impresso na placa recebida por Leonel Oliveira, gerente de Vendas da Massey Ferguson, das mãos dos diretores da Editora Centaurus, Eduardo e Gustavo Hoffmann.


Mark Stock, da DSM/Tortuga, recebe o prêmio Destaque Nutrição Animal do vice-governador do Rio Grande do Sul, José Paulo Cairoli


Alex Sayago, da John Deere, recebe o prêmio Destaque Colheitadeiras do Superintendente do Ministério da Agricultura do Rio Grande do Sul, Roberto Schroeder


Pedro Bacco, da Merial, recebe o prêmio Destaque Saúde Animal do presidente da Farsul, Carlos Sperotto


Valdez Canabarro, da Semeato, recebe o prêmio Destaque Plantadeiras do secretário da Agricultura do Rio de Janeiro, Christino Áureo


Leonel Oliveira, da Massey Ferguson, recebe o prêmio Destaque Tratores do diretor financeiro da Editora Centaurus, Gustavo Hoffmann


Jiro Nishimura, da Jacto, recebe o prêmio Destaque Pulverizadores do vice-presidente da Abag, Francisco Matturro


Eduardo Hoffmann, diretor executivo da Editora Centaurus, lembrou o quanto era gratificante ver toda a Casa cheia de “amigos e parceiros de tantos anos”. “É uma felicidade muito grande compartilhar com vocês este momento de congraçamento e premiação”, anunciou. E explicou que a definição dos vencedores se dá pelo “voto espontâneo e democrático” dos leitores d’A Granja. “Em 2015, completamos 30 anos de premiações com 30 segmentos contemplados. É a premiação mais tradicional do agronegócio brasileiro. Estão iniciando neste ano os segmentos Plataformas de Colheita e Instituição de Ensino. Dois segmentos bastante diferentes, mas que estavam fazendo falta nos nossos Destaques”, complementou.

O diretor mencionou ainda os 30 anos do anuário A Granja do Ano e as 800 edições mensais da revista A Granja, completadas em agosto. “Oitocentas edições mensais! Nenhuma outra revista mensal chegou a este número, nunca, em qualquer segmento”, lembrou, e ainda citou as outras publicações da empresa, a AG – Revista do Criador, que tem 18 anos, e A Granja Kids – Turma do Dadico, revista em quadrinhos para o público infantil, e o Usadão, para o mercado de máquinas usadas, ambas com dois anos de circulação. E, ao abordar a longevidade das publicações, registrou o mérito dos vencedores da premiação, visto as mudanças da sociedade e da economia. “Parabéns a vocês, que fazem a diferença, que vêm aqui receber esta premiação, neste local muito significativo para nós, a Expointer e a Farsul, locais de grandes debates e troca de ideias. Esta noite de festa e comemoração é um ponto de encontro do agronegócio nacional, oportunidade de ver e falar com amigos e conhecidos e também de conhecer gente nova”.

Em seu discurso, Carlos Sperotto destacou a relevância do trabalho das pessoas que estavam naquele ambiente, assim como a importância do agronegócio para a economia do Brasil. O secretário de Agricultura do Rio Grande do Sul, Ernani Polo, ressaltou a pujança da 38ª edição da Expointer, apesar do momento difícil da economia do País. Da mesma forma, o vice-governador, José Paulo Cairoli, lembrou as dificuldades do estado do Rio Grande do Sul e os esforços de seu Governo para revertê-las, mas que, apesar disso, a Expointer se encaminhava para ser a melhor entre as recentes edições da feira. E convocou todos para dar um pouco mais pelo País e pelo estado. “Sucesso aos Destaques e que sejam um exemplo para cada um de nós”, finalizou.

“Plateia de campeões” — Como é tradição, sempre um dos premiados discursa em nome dos agraciados. Neste ano, a palavra ficou com a Massey Ferguson, vencedora na categoria Tratores, pelo fato de ser a única entre as premiadas a ganhar todas as 30 edições do Destaques A Granja do Ano (veja box na página 38).


Gilvana Strasser, da GTS do Brasil, recebe o prêmio Destaque Graneleiros do diretor executivo da Andef, Eduardo Daher


Márcio Fülber, da Stara, recebe o prêmio Destaque Implementos Agrícolas do diretor executivo da Editora Centaurus, Eduardo Hoffmann


Assis Strasser, da GTS do Brasil, recebe o prêmio Destaque Plataformas de Colheita do vice-governador do Rio Grande do Sul, José Paulo Cairoli


Jair Afonso Swarowsky, da DuPont Pioneer, recebe o prêmio Destaque Sementes do secretário da Agricultura do Rio de Janeiro, Christino Áureo


Lair Hanzen, da Yara, recebe o prêmio Destaque Adubos e Corretivos do diretor financeiro da Editora Centaurus, Gustavo Hoffmann


Laercio Giampani, da Syngenta, recebe o prêmio Destaque Defensivos Agrícolas do Superintendente do Ministério da Agricultura do Rio Grande do Sul, Roberto Schroeder


Taisa Milene Morandi, da Ford Caminhões, recebe o prêmio Destaque Caminhões do diretor executivo da Andef, Eduardo Daher


Walter Sperling, da Valmont, recebe o prêmio Destaque Irrigação do vice-presidente da Abag, Francisco Matturro


Anthony Stevenson Mota, da Volks, recebe o prêmio Destaque Picapes do diretor executivo da Editora Centaurus, Eduardo Hoffmann


Anastácio Fernandes, da Kepler Weber, recebe o prêmio Destaque Silos e Armazenamento do secretário da Agricultura do Rio de Janeiro, Christino Áureo


Larissa Barreto, da Titan/Goodyear, recebe o prêmio Destaque Pneus do diretor financeiro da Editora Centaurus, Gustavo Hoffmann


Ivo Brum, da SLC Agrícola, recebe o prêmio Destaque Soja do vicegovernador do Rio Grande do Sul, José Paulo Cairoli


Walter Horita, do Grupo Horita, recebe o prêmio Destaque Algodão do diretor financeiro da Editora Centaurus, Gustavo Hoffmann


Gustavo Lunardi, da SLC Agrícola, recebe o prêmio Destaque Milho do Superintendente do Ministério da Agricultura do Rio Grande do Sul, Roberto Schroeder


Jonis Everton Centenaro, da C.Vale Cooperativa Agroindustrial, recebe o prêmio Destaque Trigo do vice-presidente da Abag, Francisco Matturro


Henrique Dornelles recebe o prêmio de Destaque Arroz do diretor executivo da Andef, Eduardo Daher


Waldyr Stumpf Júnior, da Embrapa, recebe o prêmio Destaque Pesquisa do diretor executivo da Editora Centaurus, Eduardo Hoffmann


Roberto Caporalle Mayo, do Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre, recebe o prêmio Seguros do Superintendente do Ministério da Agricultura do Rio Grande do Sul, Roberto Schroeder


Durval Dourado Neto, da Esalq/USP, recebe o prêmio de Destaque Instituição de Ensino do vice-governador do Rio Grande do Sul, José Paulo Cairoli


Rui Pereira Rosa, do Bradesco, recebe o prêmio Bancos do diretor executivo da Andef, Eduardo Daher


Cláudio Rizzatto, da Coamo Agroindustrial Cooperativa, recebe o prêmio Destaque Cooperativismo do secretário da Agricultura do Rio de Janeiro, Christino Áureo


Quem se manifestou pela empresa foi o vice-presidente de Marketing, Pós-venda, Gestão de Produtos e Desenvolvimento de Concessionárias AGCO para a América do Sul, Bernhard Kiep. O executivo agradeceu pela oportunidade de falar em nome dos premiados e lembrou que as 30 vitórias são resultado de “um trabalho de muito esforço”, e que os governantes deveriam ter o que a Massey Ferguson sempre teve: “Humildade e respeito”. “Temos na plateia literalmente só campeões”, disse também.

Kiep lembrou que muitas foram as melhorias e mudanças das máquinas que servem o segmento agropecuário desde 1994, quando esteve na premiação pela primeira vez. Disse que todos precisam mudar, assim como no campo é necessário viver em harmonia com os elementos sol, ar, água e terra. E fez uma analogia dos elementos na natureza com os princípios que todos devem ter na sociedade, “liberdade, igualdade e fraternidade”. “Se maltratarmos o solo, nós não colhemos”. E relacionou tudo isso ao momento conturbado que vive o País. “O que explico para o meu filho de 17 anos que quer deixar este país? Como eu o convenço a investir e a acreditar no nosso futuro?”. E sobre ética, lembrou que o fundamento “não vem do céu”. “A ética vai depender de cada um de nós aqui. Nós temos que fazer a nossa parte. Pois, se não fizermos, não se lamentem”, advertiu.