Congresso

 

CNAGRO reúne profissionais do agronegócio

O Congresso Nacional de Inovações Técnico-Científicas, Inclusão Social e Valor Agregado do Agronegócio (CNAGRO) reuniu na Unigran – Centro Universitário da Grande Dourados/MS, 712 inscritos em mais de 30 atividades ligadas a diversos setores da cadeia produtiva do agronegócio. Durante três dias, os participantes acompanharam debates, seminários, workshops e palestras de especialistas em diversas áreas do agronegócio como agricultura e pecuária orgânica, uso sustentável do Cerrado, genética bovina, técnicas reprodutivas, nutrição animal, agricultura de precisão, utilização de drones, novo código florestal, mercado de commodities, integração lavoura-pecuária entre outros.

“Conseguimos reunir agricultores, pecuaristas, técnicos, gestores, pesquisadores e alunos para se discutir ciência, sustentabilidade e qualificação profissional em um evento nacional. Foi um grande desafio”, comenta o organizador do CNAGRO, Selmos Gressler. Segundo ele, este ano houve o dobro do número de palestrantes em relação ao ano passado. “Dobramos o número em relação ao evento de 2014, tivemos sumidades, cada qual em sua área, que debateram e transmitiram seus conhecimentos sobre os principais pilares do desenvolvimento da agropecuária, ao menos da porteira para dentro”.

Entre os palestrantes, nomes importantes do agronegócio brasileiro, como José Aurélio Bergmman, pesquisador da UFMG especializado em melhoramento genético animal; Armindo Kichel, pesquisador da Embrapa de Campo Grande e especialista na integração lavoura-pecuária; Sylvia Wachsner, coordenadora do Centro de Inteligência em Orgânicos da Sociedade Nacional de Agricultura; Cláudio Martins Real, especialista em homeopatia animal; Samanta Pineda, advogada do escritório Pineda&Krahn e especializada no Código Florestal; entre outros.

O secretário estadual de Governo e Gestão Estratégica do Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel, também esteve presente no evento e salientou as estratégias que estão sendo tomadas pelo governo para o desenvolvimento do agronegócio no estado e comentou sobre a importância do evento para a região de Dourados. Riedel destacou a importância do CNAGRO na formação de uma mão de obra qualificada para atuar no setor.

Gressler também acredita na boa formação de mão de obra na região e no potencial que tem Dourados em relação ao agronegócio. “Dourados é um município economicamente importante em relação ao agronegócio e por isso precisava hospedar um congresso nacional que envolvesse todos os aspectos do agronegócio. A cidade possui entidades que realizam pesquisa científica de ponta e possui instituições de ensino capazes de formar mão de obra qualificada para o setor. Aliás, essas entidades são parceiras e realizadoras desse evento”, completa.

Entre os muitos debates, seminários, wokshops e palestras, mesa redonda com Marcelo Turine e Eduardo Riedel, com mediação de Selmos Gressler, organizador do CNAGRO