Adubacao

 

Fertilizantes ESPECIAIS em discussão

Clorialdo Levrero, presidente da Abisolo (no púlpito): "O evento nos surpreendeu positivamente. As empresas vieram, o fluxo de pessoas deve ser até um pouco superior ao da edição anterior"

O VI Fórum e a Exposição Abisolo, em Ribeirão Preto/SP, reuniram 1.500 pessoas da cadeia da indústria de nutrição vegetal

O VI Fórum e a Exposição Abisolo, eventos realizados em abril, em Ribeirão Preto/SP, reuniram cerca de 1.500 pessoas entre engenheiros agrônomos, produtores, executivos e profissionais da cadeia comercial, técnica e institucional da indústria de nutrição vegetal. Os eventos, promovidos e organizados pela Associação Brasileira da Indústria de Tecnologia em Nutrição Vegetal (Abisolo), cujo tema principal foi "Fertilizantes especiais: um novo patamar de produtividade na agricultura", repetiram o sucesso das edições anteriores e consolidam-se como os mais importantes encontros da indústria de tecnologia agrícola de nutrição vegetal da América Latina.

"Em virtude até do momento econômico que o País vive, o evento nos surpreendeu positivamente. As empresas vieram, o fluxo de pessoas deve ser até um pouco superior ao da edição anterior. Notamos que os visitantes ficaram satisfeitos com as palestras e também com os temas abordados. Com isso, nossos objetivos, que eram o de difundir conhecimento, trocar ideias sobre inovação e novas tecnologias e tratar de gestão, foram alcançados", avaliou Clorialdo Roberto Levrero, presidente da Abisolo, entidade responsável também pela organização da 2ª Exposição Nacional e Internacional da Indústria de Tecnologia em Nutrição Vegetal, promovida conjuntamente ao VI Fórum.

Na opinião de Gean Carlos Silva Matias, diretor técnico de Fertilizantes Orgânicos, Condicionadores de Solo e Substratos para Plantas da Abisolo, o Fórum deixou como legado os resultados de pesquisas que embasam e justificam o uso dessas tecnologias para o aumento da produtividade na agricultura. "Um exemplo nesse sentido foi a palestra sobre bioestimulante, que mostrou que existem formas adequadas de avaliar os ganhos de produtividade", diz Matias.

Segundo Marcelo Luiz Santos, diretor técnico de Fertilizantes Foliares e Biofertilizantes da Abisolo, as primeiras edições eram voltadas para as empresas associadas, mas hoje o foco é promover uma integração das tecnologias desenvolvidas pelo setor com as instituições que cuidam dos marcos regulatórios, como o Ministério da Agricultura, além dos institutos de pesquisas. "Com isso, conseguimos mostrar que nossa tecnologia é viável e que existem formas de se fazer os registros dos produtos que são demandados pela agricultura", comenta.

Levrero, presidente da Abisolo, também alinha argumentos que reforçam essa maior mobilização institucional em torno do Fórum e da Exposição. "A presença do secretário de Agricultura do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, foi uma demonstração do alinhamento do discurso que o setor tem tido com as autoridades e também com os órgãos encarregados dos marcos regulatórios. Temos hoje uma sinergia de linguagem, de trabalho e de esforços. Tudo isso acaba refletindo também no aprimoramento da agricultura brasileira como um todo", completa o presidente da Abisolo.