Inovacao

 

JACTO lança nova colhedora de café

Um novo conceito de mecanização para a cafeicultura brasileira foi lançado pela Jacto, em grande solenidade em Pompeia/SP. Após 36 anos do lançamento da primeira colhedora de café do mundo pela empresa brasileira, o qual possibilitou a mecanização da cultura, a Jacto, seguindo seu pioneirismo, inova mais uma vez e apresenta um novo conceito de mecanização, a K 3500: uma máquina de múltiplo uso desenvolvida para trabalhar durante todo o ano realizando as operações de colheita, pulverização e poda.

A máquina é um veículo automotriz no qual é possível acoplar individualmente os sistemas de colheita, pulverização, poda e outros que poderão ser desenvolvidos. Ao encerrar-se o ciclo de colheita, o cafeicultor poderá trocar o sistema de colheita pelo de pulverização, por exemplo. Assim, o equipamento pode ser utilizado durante o ano todo. "A Jacto, em conjunto com seus clientes e entidades de pesquisas, visualizou para o futuro este novo modelo de mecanização para a cafeicultura, uma necessidade vital para sua sustentabilidade. Com esse lançamento, reforçamos que a empresa mantém vivos seus valores de atuar com inovação e o estabelecimento de parcerias, fatores de sucesso para os segmentos de negócio na qual ela participa" destacou Fernando Gonçalves Neto, diretor presidente da Jacto.