Aqui Está a Solução

 

BIOFORTIFICAÇÃO DE ALIMENTOS

Olá, amigos da revista A Granja. Tenho interesse em saber como são desenvolvidos os alimentos biofortificados e como funciona o projeto de produção desses alimentos aqui no Brasil. Agradeço se puderem me informar sobre o assunto.

Cláudio André Barcelos
Campinas/SP

R- Prezado Cláudio, a biofortificação consiste em um processo de cruzamento de plantas da mesma espécie, gerando cultivares mais nutritivas. O processo também é conhecido como melhoramento genético convencional. No Brasil, o projeto da Rede BioFort, que tem a participação de diversas instituições e é coordenado pela Embrapa, visa diminuir a desnutrição e garantir maior segurança alimentar com o aumento dos teores de ferro, zinco e vitamina A na dieta da população mais carente. Estão envolvidos mais de 150 profissionais em 11 estados do País. A intenção é reduzir problemas como anemia, cegueira, mortalidade infantil e baixa resistência a doenças. Entre os produtos pesquisados estão batata-doce, mandioca, feijão comum, milho, feijão-caupi, trigo, abóbora e arroz. Em parceria com fundações em estados e municípios, são distribuídas sementes para o repasse a produtores rurais e multiplicadores. Os alimentos biofortificados são uma realidade também em escolas municipais conveniadas com prefeituras que recebem esse material melhorado por meio de programas que estimulam a compra de parte da produção vinda da agricultura familiar. A Rede BioFort ainda vem realizando parcerias com países da América Latina, Caribe, África e Ásia para fomentar a cooperação internacional para a produção desses alimentos.

SOLO PARA A BANANEIRA

Qual a sensibilidade da bananeira à baixa aeração do solo? Obrigado pela informação.

Luiz Felipe Melo Silva
São Francisco do Sul/SC

R- A disponibilidade adequada de oxigênio é de fundamental importância para o bom desenvolvimento do sistema radicular da bananeira. Ocorrendo falta de oxigênio, as raízes perdem a rigidez, adquirem uma cor cinza-azulada pálida e apodrecem rapidamente. A má aeração do solo pode ser provocada tanto pela compactação como pelo encharcamento. Portanto, os pesquisadores da Embrapa recomendam que as áreas sujeitas a encharcamento devam ser evitadas para o plantio de bananeira ou deve ser estabelecido um bom sistema de drenagem em tais áreas, para evitar os excessos continuados de umidade no solo (por mais de três dias), que causam danos irrecuperáveis no sistema radicular da bananeira. Por isso, os solos cultivados com banana devem ter boa drenagem, para que o nível do lençol freático mantenha-se a não menos que 1,80 m de profundidade.