John Deere

 

JOHN DEERE demonstra diferenciais de seus tratores

Empresa promoveu Workshop de Tratores em Passo Fundo/RS para mostrar a não-clientes da marca as vantagens de seus produtos

Leandro Mariani Mittmann [email protected]

Para demonstrar na prática os diferencias de seus produtos, a John Deere promoveu um workshop, no qual a equipe de vendas da empresa e de suas concessionárias explanou sobre as vantagens da marca. Os encontros foram realizados em Cascavel/PR (com colheitadeiras), em Itu/SP (peças) e em Passo Fundo/RS (tratores). A última etapa, no final de fevereiro, foi acompanhada pela reportagem d’A Granja. Mais do que argumentar, os tratores foram confrontados com modelos de outras quatro empresas. Para os eventos foram convidados basicamente produtores que não são clientes da John Deere, para que pudessem conhecer melhor os produtos. Ao todo, foram mobilizados 300 produtores e outros profissionais do campo.

Em Passo Fundo, o evento foi realizado ao lado da concessionária Lavoro, que atende clientes de 147 municípios gaúchos, e tem filiais em Carazinho, Erechim e Espumoso, além de lojas. “Queremos mostrar os diferenciais, o que temos a mais para entregar aos nossos clientes”, destacou Celso Monteiro Júnior, gerente de Marketing Tático da John Deere. “Não mais vendemos produtos, mas solução para o nosso cliente”, argumentou Romário Saraiva, gerente de Marketing de Produtos da John Deere. Ele lembrou que a proposta da empresa é que o usuário dos produtos da John Deere possa usufruir de todas as tecnologias que a máquina oferece.

Séries — Foram apresentados aos participantes do evento de Passo Fundo tratores dos mais variados tamanhos. Como os da Série 7J, máquinas com mais de 190cv desenvolvidas para operações pesadas, que exigem grande performance do equipamento e do condutor que atua em extensas jornadas de trabalho e necessita de uma boa tração. Os tratores da série – 7195J, 7210J e 7225J – aliam durabilidade, alto desempenho e agilidade na operação, inclusive as mais pesadas, como preparo de solo e plantio.

Também os modelos médios, da Série 6E e 6J, nos quais se enquadram as potências de 100cv até 190cv, com sistemas hidráulicos, componentes eletrônicos e transmissões que permitem ao produtor aumentar sua produtividade e desempenho. Essas máquinas são apropriadas para serviços pesados e longas jornadas, mantendo suas principais características que qualidade, alto desempenho com baixo custo operacional, economia de combustível e durabilidade. “A ideia é deixar o operador focado na operação, não no operacional”, esclareceu Carlos Eduardo Martinatti sobre a praticidade dos modelos.

Os tratores da Série 5E, com máquinas entre 55cv e 90cv, são mais direcionados a agricultores de pequeno porte. Nesse segmento estão os recentes lançamentos cabinados 5078E, 5085E e 5090E, desenvolvidos para atender a um pedido do produtor que está em busca de mais tecnologia e conforto para garantir mais produtividade. Ainda da Série 5E estão os modelos 5055E, 5065E e 5075E, que têm manutenção de rotina simples. “Vim aqui hoje para conhecer e ver o que cada máquina trabalha”, explicou por que participou o produtor Claiton Monteiro de Aguiar, que revelou estar interessado em um trator de 110cv.

A reportagem d’A Granja esteve em Passo Fundo a convite da John Deere