Capacitação

 

Gerenciamento para assegurar a RENDA

Projeto da CNA e do Senar pretende auxiliar na gestão da propriedade e na melhoria dos resultados no campo

Uma parceria que deu certo entre a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) em 2009 está de volta: o projeto Campo Futuro. A iniciativa tem foco na gestão da propriedade com ênfase no mercado futuro e na análise de riscos, voltados principalmente para as commodities agrícolas soja, milho e gado de corte. O projeto Campo Futuro é direcionado a médios e grandes produtores rurais.

Essa nova fase do projeto começa com a capacitação de instrutores das Administrações Regionais do Senar e com a elaboração de material técnico sobre seguro rural, derivativos e gestão da propriedade, tanto para instrutores quanto para o produtor rural. “Em 2009, tivemos a participação das Administrações Regionais com polos de produção como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Goiás, Minas Gerais, Tocantins, Bahia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. Agora, o Campo Futuro está aberto para todas as que tiverem interesse em capacitar produtores rurais”, explica a coordenadora de Projetos e Programas Especiais do Senar, Patrícia Fontes Machado. Segundo ela, a capacitação para instrutores deve acontecer na primeira quinzena de abril. “As Administrações Regionais serão informadas e ficaremos aguardando a manifestação de interesse e indicação de participação, como é feito nos demais programas nacionais. O treinamento vai receber, a princípio, três instrutores de cada estado com duração aproximada de 40 horas/aula e será ministrado por especialistas das áreas de seguro rural, derivativos e gestão da propriedade. No caso do produtor, o curso será realizado posteriormente, por módulos, e de acordo com a demanda levantada por cada Regional do Senar”, completa Patrícia.

De acordo com o coordenador técnico do projeto na CNA, Renato Conchon, o Campo Futuro tem duas vertentes: “A capacitação que o Senar realiza para os produtores rurais e o levantamento de custos de produção que a CNA produz. Nos levantamentos que fizemos dos custos de produção, percebemos a deficiência do produtor, principalmente em gestão da propriedade e, algumas vezes, o desconhecimento de operações do seguro rural. Por isso, nosso intuito com a capacitação é ensinar o produtor a gerenciar melhor sua propriedade assegurando renda de acordo com sua produção”, destaca.

Além da capacitação realizada pelo Senar, o projeto Campo Futuro acompanha os custos de produção de 24 produtos: algodão, arroz, aves, banana, cacau, café, cana-de-açúcar, caprinos, feijão, florestas, laranja, maçã, mamão, manga, milho, ovinos, pecuária de corte, pecuária de leite, peixes, seringueira, soja, suínos, trigo e uva.

De 2008 a 2014, foram realizados 567 levantamentos de custos de produção em 236 municípios, distribuídos em 21 estados. “Com esse levantamento de custos, os produtores rurais podem acompanhar o desempenho das propriedades típicas das regiões analisadas, tornando disponíveis informações estratégicas para a tomada de decisões,” afirma Conchon.