Algodão

BAYER lança terceira geração de sementes GMs

A Bayer CropScience disponibiliza a partir desta safra 2014/15, em três de suas variedades de sementes de algodão (marca FiberMax), a tecnologia GlyTol-Liberty Link-TwinLink (GLT), que é a combinação de três traits com amplo espectro de controle de invasoras e lagartas. A empresa chama a tecnologia GLT de terceira geração de plantas geneticamente modificadas, tendo em vista a seguinte combinação:

GlyTol: proporciona à planta tolerância aos herbicidas à base de glifosato, e permite uma ampla janela de aplicação do herbicida.

LibertyLink: proporciona à planta tolerância aos herbicidas à base de glufosinato de amônio (no Brasil, comercializado sob a marca Liberty).

TwinLink: a tecnologia expressa dois genes Bt de resistência a insetos para a autodefesa do algodoeiro contra pragas como curuquerê, lagarta-damaçã, lagarta-militar, lagarta-rosada e falsa-medideira.

Segundo Marcus Lawder (na foto), gerente de Marketing Estratégico de Sementes de Algodão da empresa, o GLT é a primeira tecnologia integrada lançada no Brasil com três importantes traits. Lawder lembra que a tecnologia proporcionou “excelentes resultados” contra a lagarta Helicoverpa armigera, e chega a reduzir o número de aplicações de inseticidas de 8 a 15 (conforme a região e infestação) para apenas uma.

A reportagem d’A Granja esteve em Paulínia/SP a convite da Bayer.