Notícias da Argentina

 

GRÃOS: DIFERENTES CENÁRIOS

Esta safra deve registrar rendimentos recordes para a soja em algumas regiões. Entre as províncias beneficiadas pelos bons números de produtividade estão Córdoba, Santa Fé e Entre Ríos. A maioria dos rendimentos registrados oscilam entre 3 mil e 4 mil quilos por hectare, o que significa uma média de 3,6 mil quilos por hectare. Em relação às vendas, analistas estimam para maio a comercialização entre 33% e 38% da colheita da oleaginosa, enquanto no ano passado, esse volume alcançou 47% no mesmo período.

Duas ferramentas creditícias para impulsionar a produção de trigo foram anunciadas pelo presidente do Banco Provincia, Gustavo Marangoni: uma linha de crédito para trigo, carne e leite; e outra ferramenta ligada à tradicional linha Procampo, que permite ao produtor de trigo financiar, em 270 dias, com taxa zero, a aquisição de sementes, agroquímicos e fertilizantes.

O governo habilitou 24% da cota de exportação de milho. Com uma colheita prevista pela Bolsa de Cereais de Buenos Aires em 23,5 milhões de toneladas, o saldo exportável no ciclo 2013/2014 ficaria em torno de 15 milhões de toneladas.

O plantio do girassol estava sendo finalizado no início de abril, mas houve atraso devido às chuvas. São registrados rendimentos bastante diferentes dependendo da localidade e da data do plantio. Em Tandil, as produtividades variam entre 1,4 mil e 1,8 mil quilos por hectare. Em Balcare, a média é de 2,3 mil quilos por hectare e, em Tres Arroyos, os lotes colhidos oscilam entre 1,8 mil e 2,6 mil quilos por hectare.


TRIGO

Segundo o Governo a colheita 2013 é de 9,2 milhões de toneladas, mas os agentes privados estimam entre 9,5 e 10,1 milhões de toneladas. O setor privado calcula o saldo exportável entre 2,5 e 3 milhões de toneladas, acima da projeção do Governo.


SOJA

A geada ocorrida não teve incidência sobre o estado das lavouras e sobre o potencial produtivo estimado para esta safra, de 54,5 milhões de toneladas. As primeiras produtividades obtidas no Núcleo Norte variam de 2,3 mil a 4 mil quilos por hectare.


LEITE

O preço do leite continua sendo insuficiente para superar os gastos e dívidas dos produtores, que hoje recebem em torno de US$ 0,33 pelo litro.


CARNE

O novinlho apresenta preços máximos de US$ 2,11 (dólar oficial) o quilo vivo. Os valores seguem muito parecidos com os praticados no mês anterior.


OPORTUNIDADE

A China precisa de mais soja da América do Sul. O país asiático pretende destacar a produção de frutas, verduras e carnes. Por isso, deve incrementar as importações de soja, para engordar suas criações animais.


NÃO HÁ MELHORA

No primeiro mês do ano, o preço relativo do leite se recuperou de maneira significativa em comparação com o último bimestre de 2013. No entanto, a partir de fevereiro, passou a demonstrar retração pelo efeito combinado do aumento progressivo do milho com a desvalorização do peso argentino. A Mesa Nacional de Produtores de Leite (MNPL) decidiu, depois de uma reunião em Rosário, manter o estado de alerta e mobilizar para reclamar um piso de US$ 0,45 (dólar oficial) pelo litro do leite para poder seguir na atividade, diante das consequências negativas da inflação e da desvalorização do peso.