LS Tractor

 

LS Tractor
INAUGURA fábrica brasileira

Executivos da empresa vieram da Coreia do Sul para solenidade em Garuva/SC que teve a presença do governador catarinense, Raimundo Colombo

Leandro Mariani Mittmann*
[email protected]

O prefeito de Garuva/SC, José Chaves, o governador catarinense, Raimundo Colombo (no trator), e o presidente mundial da LS Mtron, Jae Seol Shim, foram algumas das autoridades na inauguração da fábrica

A LS Tractor trouxe da Coreia do Sul seus executivos para a inauguração da fábrica de tratores em Garuva/SC, nas proximidades de Joinville, em solenidade em outubro que teve a presença de autoridades como o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo. A unidade já está em funcionamento e tem capacidade para fabricar 5 mil tratores/ano na faixa de potência de 40cv a 100cv. Serão sete mo- O prefeito de Garuva/SC, José Chaves, o governador catarinense, Raimundo Colombo (no trator), e o presidente mundial da LS Mtron, Jae Seol Shim, foram algumas das autoridades na inauguração da fábrica delos a serem comercializados por 25 concessionários em oito estados. A proposta da empresa é conquistar a fatia de 17% na categoria de potência até 2017. Ainda neste ano a previsão é que comercialize 850 máquinas no País, 600 das quais procedentes da fábrica brasileira, a primeira da empresa fora da Ásia – além da Coreia do Sul, a LS Tractor possui uma unidade na China. Todo o projeto (fábrica e abertura de concessionárias) mobilizou o investimento de R$ 150 milhões.

O governador catarinense, que esteve na Coreia do Sul três anos atrás para se inteirar da intenção da empresa em se instalar no Brasil, parabenizou a LS Tractor pela "ousadia e competência" na nova fábrica no Brasil. "É outra cultura, é um segmento já estabelecido (marcas já consolidadas há décadas)... é preciso coragem", avaliou. "Este em preendimento traz para nós inovação e tecnologia na agricultura", disse, para em seguida listar a relevância da agropecuária do estado – principal produtor de aves, suínos, maçã e cebola, além de quarto em leite, apesar de só ter 1,1% do território brasileiro. "A nossa parceria é para sempre", acrescentou, lembrando estar sempre à disposição para eventuais dificuldades que surgirem.

O presidente da LS Mtron no Brasil, James Yoo, lembrou o desafio e a "luta árdua" da empresa em implantar a marca num país com empresas de máquinas atuando há mais de 30 anos. Mas ressaltou que a empresa vislumbrou "mais oportunidades que riscos". Da mesma forma, se mostrou satisfeito com a rápida aceitação dos tratores pelos produtores brasileiros. A LS Tractor tem participado das principais feiras brasileiras desde o início do ano. Yoo destacou ainda o apoio das autoridades públicas e empresariais locais. "Estamos muito felizes em ter escolhido o Brasil como nossa nova casa e agradecidos pela receptividade do Brasil", disse. "Vamos dobrar os esforços para retribuir o que estamos recebendo, em produtos e ações."

A LS Mtron, a qual a LS Tractor pertence, é fabricante de máquinas e componentes eletrônicos, e integra o Grupo LS, o 13o maior grupo sul-coreano, com vendas de US$ 29 bilhões e 25 mil funcionários e atuação em uma centena de países. Os dados foram apresentados pelo presidente do Grupo LS, Kwang Woo Lee. Ele ainda destacou a relevância do Brasil no contexto do agronegócio mundial, sobretudo pelas promissoras possibilidades de expansão, uma das razões que fizeram a empresa investir no País – uma "potência no agronegócio", definiu. Já presidente mundial da LS Mtron, Jae Seol Shim, revelou que a unidade é o "primeiro passo de uma expansão maior", visto a atuação em outros segmentos, além do agrícola. "Até o momento, o interesse do produtor brasileiro superou as expectativas, mas queremos ir além", anunciou.

Primeira unidade da LS Tractor fora da Ásia tem capacidade para fabricar por ano 5 mil tratores com potência de 40cv a 100cv

Comercialização — Desde a Expointer, em agosto, a empresa está comercializando tratores de 80cv e 100cv com financiamento do BNDES, inclusive via Finame Rural PSI - Programa de Sustentação do Investimento, que tem juros de 3,5% ao ano. O diretor comercial da LS Tractor, André Rorato, destaca a surpreendente aceitação da marca no País, o que levou a revisão dos planos iniciais. A princípio, a proposta era atuar em quatro estados a partir de 12 concessionárias. Mas em outubro já eram oito estados e 16 concessionárias, com mais nove lojas previstas para entrar em funcionamento ainda em 2013. "Está surpreendendo a qualidade da rede que estamos amarrando", revelou à imprensa. "Esta fábrica está facilitando muito o planejado."

O jornalista esteve em Garuva/SC a convite da LS Tractor