Vitrine

 

TRANSGÊNICOS: TECNOLOGIA DE R$ 730 BILHÕES

Exercite sua imaginação: digamos que, por alguma razão hipotética, os organismos geneticamente modificados sejam impedidos de ser levados às lavouras brasileiras para sempre. Sabe o que significaria esta realidade até a safra 2022/23? Um prejuízo de US$ 363,7 bilhões – ou R$ 727,4 bilhões. É o que aponta estudo da consultoria Céleres, uma estimativa que soma benefícios desperdiçados (o equivalente a US$ 175,7 bilhões) a custos para desbravar novas áreas (US$ 188 bilhões) e, assim, produzir em grãos convencionais o que seria de transgênicos, tecnologia bem menos custosa. Este estudo é um dos argumentos esmiuçados na nossa reportagem de capa desta edição que aborda as realidades e, sobretudo, as possibilidades dos transgênicos na agricultura brasileira e mundial. Os números não mentem, e os argumentos são de cientistas. Portanto, quem é contra os transgênicos vai ter que engolir esta realidade.

Se o assunto é “realidade e futuro”, você já deve ter visto, né?, a revista traz encartada a segunda edição da revistinha que caiu no gosto de todos, A Granja Kids – Turma do Dadico. Os sapecas personagens do nosso gibi expõem a realidade cotidiana do campo encantando quem é o futuro deste setor, seu filho(a), seu neto(a), seu sobrinho(a). Foram muitas as manifestações simpáticas à revistinha, e algumas estão na seção Cartas. Outras ficaram para a próxima edição.

O que está nesta edição e não podem ser desconsideradas são as manifestações firmes, contundentes e fidedignas com as realidades do campo do nosso articulista Glauber Silveira, uma das principais e mais acionadas lideranças do agronegócio brasileiro.

As opiniões dele e a dos demais articulistas, Eduardo Almeida Reis e Alysson Paolinelli, enriquecem a edição que tem ainda entrevistas, reportagens e artigos técnicos imperdíveis, que, certamente, se fosse possível serem mensurados, equivaleriam a outros bilhões de dólares.

Boa leitura!