Cartas, Fax e E-Mails

 

TRIBUTO AO PLANTIO DIRETO

Muito oportuna a homenagem ao plantio direto (edição de janeiro). O PD mais que mudou a agricultura deste país, ele salvou a nossa agricultura. Meu pai sempre conta que a erosão estava acabando com a nossa lavoura, e não tinha Cristo para segurar a água quando escorria ladeira abaixo levando tudo com ela. Solo, plantinhas, o nosso lucro... Quando o meu pai adotou a técnica, que ouviu falar em dias de campo, tudo mudou de um ano para outro e melhorou demais nos anos seguintes. Justa homenagem.

Patrício Engler
Ponta Grossa/PR

TRIBUTO AO PLANTIO DIRETO II

Gostei demais da homenagem que esta revista prestou à técnica que mudou a agricultura brasileira. Eu fico imaginando como estaria a agricultura deste país se não fosse o plantio direto. Pense aí comigo quantos litros de óleo diesel deixaram de ser gastos desde que o PD chegou por aqui... É uma conta inimaginável. Quantas árvores teriam sido derrubadas para que o mesmo volume de produção de hoje fosse colhido. O tributo ao plantio direto foi adequado. E parabéns à revista pelo aniversário.

Róbson Delgado
Ponta Porã/MS


NAS MÃOS DO JEITINHO

Eu gostaria de dizer que tem total cabimento todas as preocupações de nossas lideranças com a questão de logística para o agronegócio. Leio à toda a hora que o país vai colher safra recorde, que a produção será histórica e que não sei mais o quê... e pergunto: onde é que vamos transportar isso tudo, minha gente!? Até existem ações pró-infraestrutura, como o plano de concessões da Dilma, mas tudo isso só vai surtir efeitos em alguns anos. E como será já em 2013? A verdade é que vamos ficar na dependência do “jeitinho” brasileiro, que sempre arruma solução para tudo...

João Paulo de Andrade
Uberaba/MG


DEFENSORA DOS PRODUTORES

A presidente da CNA está correta quando diz que o agronegócio precisa melhorar a sua imagem junto aos homens e às mulheres do meio urbano. Tem muita gente achando ainda que somos todos uns jecas atrasados que nada fizemos de bom e ainda destruímos a natureza derrubando matas para fazer roçados e plantar uns grãozinhos. Acho que a campanha que tem o Pelé como garoto-propaganda é um passo importante para “vender” a nossa imagem.

Jason Vendrúsculo
Goianésia/GO

[email protected] ou acesse www.agranja.com twitter.com/#!/revista_agranja