Especial - Merecido Centro de Excelência

Sistema ganha um merecido CENTRO DE EXCELÊNCIA

Universidade Estadual de Ponta Grossa e Febrapdp criaram um centro que vai difundir a tecnologia e também será um museu do PD

Em reunião em agosto de 2010, na Fazenda Agripastos, em Palmeira/ PR, foi decidido pela criação do Centro de Excelência e Museu do Plantio Direto na Palha – CEPDP. O encontro teve a presença de dirigentes da Universidade Estadual de Ponta Grossa (Uepg), como o reitor, professor João Carlos Gomes, e da Federação Brasileira de Plantio Direto na Palha (Febrapdp), como o empresário e produtor e também presidente honorário da instituição, Manoel “Nonô” Henrique Pereira. Ele participou do ato de doação de seu acervo, que conta a história da implantação da tecnologia de plantio direto na região dos Campos Gerais do Paraná e, consequentemente, no Brasil.

O acervo é composto por documentações, fotos, slides, filmes, cartazes e máquinas agrícolas, e ficará sob a responsabilidade do curso de Agronomia da instituição, também pioneiro a incluir em sua grade curricular a disciplina de Plantio Direto e a mantém há 23 anos. Durante o encontro, Nonô fez questão de mostrar aos presentes a exposição do acervo que conta a história do plantio direto desde a sua composição, em 1976, instalado em uma edificação da Agripastos. Essa exposição permanente é visitada por produtores, estudantes e pesquisadores de todo mundo.

Para institucionalizar a grandiosa doação, o reitor nomeou uma comissão para estudos visando, além da criação do espaço físico para abrigar o museu, também um centro de difusão e pesquisa da tecnologia do plantio direto. Assim, em novembro de 2011, o Conselho Universitário da universidade aprovou a criação do Centro de Excelência e Museu do Plantio Direto na Palha – CEPDP, por meio da Resolução UNIV No 42/2011, a ser edificado na Fazenda Escola “Capão da Onça”, distante 11 quilômetros do centro de Ponta Grossa, com espaço para abrigar o museu, auditório, salas de aula, refeitório, lavanderia e dormitórios.

O CEPDP será administrado por uma comissão executiva e terá uma comissão consultiva, com representações da comunidade agrícola indicados pela Febrapdp, do Centro de Cooperação Internacional em Pesquisa Agronômica da França (Cirad), de Nonô, integrante honorário, da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação – FAO, da Embrapa, do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), da Emater/PR e da Secretaria de Agricultura e do Abastecimento do Paraná.

Os objetivos do Centro de Excelência são os seguintes:
- Capacitar agricultores e técnicos na condução do sistema plantio direto; - Transferir tecnologias geradas e adaptadas pelos programas de pesquisa em PD para pequenos médios e grandes produtores;
- Orientar de forma individual e comunitária a aquisição e utilização de máquinas de PD tração animal, a fim de viabilizar a implantação desta tecnologia nas pequenas propriedades;
- Sistematizar conhecimentos gerados no país e no exterior sobre o PD; - Servir de polo nacional de difusão de informações referentes ao sistema de PD;
- Auxiliar empresas, prefeituras, cooperativas, ONGs e extensão rural no desenvolvimento de projetos que visem atingir uma agricultura sustentável com base no sistema de PD;
- Oportunizar campo de estágio curricular e/ou voluntário aos acadêmicos de instituições nacionais e estrangeiras matriculados em cursos afins com as atividades do CEPDP;
- Oportunizar a pesquisadores, professores e profissionais de instituições nacionais e estrangeiras ambiente para práticas, pesquisas e desenvolvimento relacionados ao sistema de plantio direto na palha.

Lideranças criaram centro que, entre muitos objetivos, vai capacitar produtores e técnicos na condução do plantio direto