Aqui Está a Solução

CONDIÇÕES PARA O MAMOEIRO

Qual a faixa ideal de temperatura para o cultivo do mamoeiro e qual o solo mais adequado para a fruta?

Ivan Carlos Fleck - Campo Grande/MS

R- O mamoeiro é uma planta tipicamente tropical, vegetando bem em regiões de alta insolação, com temperaturas variando de 22°C a 26°C. Segundo informações da Embrapa, em temperaturas inferiores a 15°C, o mamoeiro paralisa seu desenvolvimento vegetativo, reduz o florescimento, retarda a maturação e produz frutos de baixa qualidade. Os ventos frios e as geadas provocam a queima das folhas, reduzindo a área de fotossíntese e a produção. A umidade relativa ideal para o desenvolvimento do mamoeiro situase entre 60% e 85%. Umidade elevada associada a temperaturas relativamente baixas favorecem o ataque de fungos e de vírus. Os índices pluviométricos mais adequados ao desenvolvimento do mamoeiro situam-se entre 1.800 mm e 2.000 mm anuais, bem distribuídos ao longo do ano. Os solos mais adequados são os que apresentam textura média, ou seja, com 15% a 35% de argila e mais de 15% de areia. Deve-se evitar os solos muito argilosos, pouco profundos ou localizados em baixadas, pelo fato de encharcarem com facilidade na época de chuvas intensas.


USO DE EPI

Quais são as regras estipuladas pela legislação para o uso de EPIs pelos trabalhadores rurais que atuam com aplicação de defensivos? Agradeço a informação.

Pedro Luiz de Moura - Chapecó/SC

R- Os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) são ferramentas que visam à saúde do trabalhador. No caso de produtos fitossanitários, os principais são luvas, respiradores, viseira facial ou óculos, jaleco e calça hidrorrepelentes, boné árabe, capuz ou touca, avental e botas. Segundo a Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef), em setembro de 2009, o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) publicou várias portarias que alteraram o Certificado de Aprovação por responsabilidade – mais conhecido como CA. Foram instituídas normas para ensaios e padrões de qualidade para EPIs e respectivos manuais técnicos de utilização. Na área agrícola, a nova legislação sobre EPI para obtenção ou renovação de CA passou a vigorar em 7 de junho de 2011. Com isso, empresas fabricantes e importadoras de EPI têm de realizar procedimentos e ensaios baseados na ISO 27065, além de montar e submeter um processo-padrão ao TEM prevendo possíveis correções por não conformidade. A legislação trabalhista prevê que é obrigação do empregador fornecer, capacitar e educar sobre EPI no trabalho. Em contrapartida, o empregado deve usar e cuidar do EPI. É responsabilidade do fabricante de EPI cumprir os requisitos estabelecidos na ISO 27065 e na Portaria 121 do TEM, sob pena de não obter o CA e perder o direito de comercializar seus produtos junto a revendas, cooperativas, agricultores e indústria. Mais informações no site www.mte.gov.br.


EXPORTAÇÃO DE ARROZ

Quais são os principais compradores internacionais do arroz produzido no Brasil? Obrigado.

Elton Maciel - Curitiba/PR

R- O Brasil já exportou arroz para mais de 50 países neste ano comercial 2012/2013 (que vai de março de 2012 a fevereiro de 2013), acumulando um saldo de US$ 343,9 milhões na balança comercial do cereal. Segundo o Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), entre os principais destinos das exportações brasileiras de arroz no ano estão: Nigéria, Cuba, Serra Leoa, Senegal, Benin, Gâmbia, África do Sul e Suíça. O arroz parboilizado (esbramado e beneficiado) representa 49,7% das vendas externas de arroz no ano. Depois, seguem o arroz branco (23,1% do total), o arroz quebrado (24,7%) e o arroz em casca (2,5%). O Brasil já exportou 99,6% da meta estipulada pela Conab de 1 milhão de toneladas de arroz. Nos seis primeiros meses do ano comercial 2012/13, o país vendeu para o exterior 995,8 mil toneladas do cereal. Essa marca é 14% superior à do mesmo período do ano passado (entre março e agosto de 2011), quando foram vendidas 870,4 mil toneladas ao exterior.