Vitrine

 

FERTILIDADE EDIFICADA, ELEMENTO A ELEMENTO

Atenção ao verbo do título da reportagem de capa desta edição: “construir”. Sabe-se que uma safra de sucesso – leia-se lucratividade – é construída desde o seu planejamento até a sua comercialização. Mas em meio a este processo há um aspecto do cultivo que exige, sim, muita habilidade e empenho para que não comprometa tudo: a adubação. Sem delongas aqui, em síntese, adubar a lavoura não é só despejar o fertilizante no terreno. É muito, mas muito mais. É o que procura esclarecer nossa principal reportagem. Como sempre, ouvimos bons especialistas e suas providenciais considerações para as culturas de soja, milho, algodão e arroz estão aí para serem aprendidas nestes momentos que antecedem a realização da safra de verão. Este assunto, claro, tem uma amplidão muito maior. Mas garantimos que se forem observadas as dicas a seguir, a sua safra ganhou mais chances de ser histórica.

O que também tem amplidão histórica é a vida do produtor Nelson Vigolo, em O Segredo de Quem Faz. Ele começou com 12 hectares e, hoje, planta mais de 100 mil só com soja. Tem uma empresa de sementes e uma transportadora, mas tem, sobretudo, muito a nos ensinar sobre empreendedorismo. Imperdível o seu depoimento.

Também não dá para perder os demais assuntos desta edição, principalmente neste setembro, mês que as máquinas de plantio começam a ser aquecidas para levar ao solo o que se anuncia como a maior safra de grãos da história do Brasil.

Por isso, veiculamos em Fitossanidade em Destaque dois artigos sobre a temível ferrugem asiática da soja, que se encaminha para a 12ª safra no Brasil. Mas tem abordagens mais, digamos, positivas, como o plantio no Rio Grande do Sul de soja em áreas de arroz (que depois vai render 15% mais, sabia?) e o uso de software na administração da propriedade.

Boa leitura! Bom plantio!