A Voz do Criador

TOURO DE OURO

A

A corrida por um lugar na lista das empresas mais lembradas em 35 categorias de produtos e serviços essenciais ao dia a dia do pecuarista brasileiro já começou. Ou melhor, recomeçou com a abertura da participação da edição deste ano. Afinal, há 12 anos, o Troféu Touro de Ouro é conferido pela Editora Centaurus e a Revista AG às marcas líderes indicadas pelos assinantes das revistas A Granja e AG nos seus respectivos segmentos, que podem detalhadamente ser conferidos em detalhes na página 36 e 37.

O brilho desse touro é intenso, mas a edição de setembro é delas. As matrizes chegam à próxima estação de monta como protagonistas de um ciclo ávido por reposição. Na região Sul do Brasil, estão em evidência seja pelo registro de sua dupla marca pela Associação Brasileira de Hereford e Braford, seja por novos índices e parâmetros de seleção apresentados por tradicionais programas genéticos de maneira virtual. Para receber a dupla marca chancelada pela ABHB, as fêmeas devem possuir dados próprios de desmama e sobreano e estar entre as 30% superiores nos programas de melhoramento genético homologados pela ABHB: PampaPlus, Promebo e Conexão Delta G.

Elas também são o destaque da matéria de capa desta edição, que mostra como e porquê a técnica está se consolidando como um caminho sem volta à intensificação da pecuária brasileira. Embora a monta siga na cultura e, ainda, na maioria dos campos brasileiros, a técnica já responde por 87% de todas as inseminações realizadas no Brasil em 2019. Mas especialistas alertam que, para realmente ser eficiente e trazer resultados positivos ao caixa da propriedade, a modalidade pede planejamento, estrutura técnica – a qual é considerada básica, mas que a maioria dos produtores brasileiros não tem, como troncos e balanças -, e capital humano para gerencial esse complexo processo.

Seguimos detalhando como o bem- -estar animal e o manejo adequado pode aumentar essa taxa de prenhez obtida na IATF ou, ao contrário, colocar todo o investimento a perder. Falamos também da importância da sanidade durante este processo com as novilhas precoces. O desafio é imunizá-las e manter constante observação porque se tornam mais sensíveis ao ter de reproduzir enquanto ainda estão em fase de crescimento. A nutrição ganha atenção especial em matéria sobre a importância da alimentação no período pré-parto para garantir na obtenção de um terneiro ao ano com a IATF. Fechando o ciclo, mas, na verdade o abrindo, está nosso entrevistado do mês, Guilherme Malafaia, coordenador do CiCarne da Embrapa Gado de Corte com as tendências da cadeia da carne para os próximos 20 anos.