Leite & Cia

Doenças podem afetar até 60% do rebanho na transição

Com isso, o prejuízo pode ficar em torno de US$ 100 a US$ 400 por animal. O período de transição é o intervalo entre as três semanas que antecedem o parto e as três semanas posteriores ao nascimento da bezerra. O alerta é feito pela Auster. “Sem o cuidado necessário, o animal pode sofrer com hipocalcemia, que pode acarretar outras doenças, retenção de placenta, mastite ou mesmo uma cetose. Tudo isso tem impacto negativo na receita do produtor”, relata Mario Viderman, gerente de Bovinos da empresa.

Boehringer oferece terapia inteligente para mastite

Camila Ferraz, gerente de Produtos da divisão de Grandes Animais da Boehringer, recomenda Mamyzin® S para uma proteção a longo prazo. “Trata-se de uma solução flexível para todos os tipos (curtos e longos) de períodos secos”, garante. A combinação de três antibióticos com componentes de curta, média e longa ações é indicada para secagem terapêutica, prevenindo novas infecções intramamárias no período seco e combatendo as infecções pré-existentes (mastites subclínicas). Mamyzin® S também é indicado pela empresa como tratamento profilático de infecções.

Testes aumentam eficiência no combate da mastite

No projeto “Cultura na Fazenda”, os produtores coletam o leite utilizando placas de observação e materiais esterilizados. Em até 24 horas é possível descobrir o quadro clínico do animal. A solução é o resultado de uma pesquisa desenvolvida pelo Laboratório de Pesquisa em Qualidade do Leite da USP. Coordenador do projeto, Marcos Veiga dos Santos explica: “Cada fazenda leiteira tem uma determinada bactéria que pode ser a causa mais frequente da mastite. Sabendo a causa, é possível aplicar a medida mais indicada”.

Desafio de startups seleciona projetos

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site do evento (http://www.ideasformilk.com.br/desafio) até o dia 20 de outubro. A quarta edição do desafio abre oportunidades a trabalhos voltados para inovação digital, design industrial, embalagem, processos e produtos lácteos. Os projetos inscritos serão avaliados e selecionados nacionalmente. Os vencedores que participarão da final serão conhecidos no dia 8 de novembro. A grande final ocorrerá em São Paulo, no Cubo, espaço de empreendedorismo do Banco Itaú, no dia 22 de novembro.

Mineiros visitam fazendas leiteiras norte-americanas

Acompanhados por representantes da ABS Brasil e ABS Global, um grupo de dez produtores do Sul de Minas Gerais visitaram fazendas e centros de pesquisa ligados à pecuária leiteira, além de conhecerem instalações da central em Wisconsin. O objetivo foi conhecer diferentes sistemas de produção inseridos na cadeia produtiva do leite, permitindo fazer um retrato completo de como funciona a pecuária leiteira na América do Norte, comparando com o Brasil.

Parceria monitora produção de leite orgânico

Até o final de 2020, as fazendas paulistas produtoras de leite orgânico que fornecem para a Neslté terão 100% do rebanho monitorado pelo SenseHub, da Allflex. O dispositivo é um brinco eletrônico com sensor de monitoramento que fornece informações sobre as principais atividades que expressam o comportamento natural das vacas. A iniciativa integra o projeto “Cowsense”, da Nestlé, que, atualmente, conta com produção de 30 mil litros por dia, nas regiões de São Carlos e Araçatuba/SP.

Fundação ABC divulga vencedores do 11º Concurso de Silagem de milho 

O híbrido 2A620, da Forseed, foi o grande vencedor do concurso durante a Agroleite. Coletada no município de Prudentópolis/PR, em área da produtora Vera Maria Andreatto, a amostra vencedora apresentou potencial de produção de 1.732 quilos de leite por tonelada de matéria seca. Foram avaliados 14 fatores, incluindo também aspectos técnicos, como pH da amostra, teor de amido, proteínas e fibras.