Leite

NOVO INDICADOR ECONÔMICO

Leite

Gestão profissional e tecnificada nas fazendas é o caminho para uma produção de leite competitiva e lucrativa no Brasil

Heloise Duarte*

DivulgaçãoSe o rebanho leiteiro brasileiro tivesse o mesmo desempenho médio que as vacas das fazendas mais produtivas do País, o Brasil poderia alcançar os 34 bilhões de litros de leite por ano que produz hoje, com apenas 25% do rebanho atual. Essa foi uma das conclusões da nossa equipe técnica ao avaliar a primeira edição do Índice Ideagri do Leite Brasileiro (IILB), ferramenta de benchmarking lançada em março e que está disponível para todo o mercado.

Desde a criação da Ideagri – há mais de dez anos –, é perceptível o sentimento de que a produtividade nas fazendas brasiGestão profissional e tecnificada nas fazendas é o caminho para uma produção de leite competitiva e lucrativa no Brasil leiras de leite não está restrita ao volume de recursos financeiros disponíveis para investimentos ou ao tamanho do rebanho. Depende, principalmente, do tratamento de dados com qualidade e de uma gestão mais criteriosa, profissional e tecnificada do negócio e do rebanho. A gestão profissional está cada vez mais acessível, não é refém de altos investimentos e precisa de técnicas, metodologias e novas tecnologias.

Desde o início, a convicção é de que este é o caminho, e as experiências bemsucedidas com software de gestão mostram isso. As fazendas que usam o sistema evoluem nesse âmbito e, consequentemente, na lucratividade e na competitividade.

Porém ainda nos careciam métricas globais para comprovar essa percepção e que motivassem produtores e técnicos do leite a praticarem benchmarking como estratégia de gestão. Ou seja, faltava levar para a rotina das fazendas não só o re...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!