Na Pista

  Mudança na Diretoria do Charolês

A Associação Brasileira de Criadores de Charolês está sob novo comando já partir deste ano. O empresário e selecionador Joaquin Villegas, proprietário da Cabanha Namuncurá, localizada em Itacurubi/RS, deixou o cargo de presidente, que agora será ocupado pelo também criador Wilson Borges, titular da Cabanha Labor, sediada na cidade de Soledade, também no Rio Grande do Sul. O mandato de Wilson Borges termina no ano de 2016.


Simental sul-africano alia genética e beleza

Com cinco anos de idade, a matriz PWM Linda AS, com sua qualidade genética e beleza racial, foi reconhecida pela Associação dos Criadores de Simental da África do Sul, que estampou a foto de Linda na capa do catálogo da 50ª Exposição Nacional da Raça Simental daquele país.


3º Curso Boi Com Bula em outubro

Será realizado nos dias 30 e 31 de outubro e é uma oportunidade para enxergar a pecuária do país sob uma análise crítica dos touros de central. Com início em Uberaba/MG e terminando em Sertãozinho/SP, haverá grade teórica, visitas às centrais de inseminação e a uma fazenda. Inscrições pelo e-mail [email protected] com ou pelo telefone (16) 3203-8815.


Cabanha da Corticeira faz Grande Campeã da 37ª Expointer

A fêmea LC Ventura TEV330 Cumbiero é a Grande Campeã da raça Angus em Esteio/RS. Pertencente a Luiz Anselmo Cassol, da Cabanha da Corticeira, a matriz esteve à frente de Rincón Boa Nova TE1882 Del Sarandy (Cabanha Rincón Del Sarandy), que ficou com o título de Reservada Grande Campeã.


Final dos rankings da raça Nelore

A 43ª Expoinel encerrou o ano-calendário 2013/14 do zebuíno, com a participação de criadores e expositores de todo o Brasil. No total, foram realizadas 114 exposições, em 12 regiões do Brasil, com a participação de mais de 300 criadores e expositores. Nesses campeonatos, os participantes puderam disputar simultaneamente os campeonatos nacionais, regionais e copas.


ABCZ participa da Vitrine da Carne Gaúcha

Pela primeira vez, a Vitrine da Carne Gaúcha, parte da programação da 37ª Expointer, contou com a exposição de carcaças de animais frutos de cruzamento industrial entre gado zebuíno e taurino. A novidade foi acompanhada de perto pelo presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu, Luiz Claudio Paranhos, que vê o cruzamento industrial como uma ferramenta de apoio para o incremento de produtividade.


Na 37ª Expointer, ABA, Mapa, CNA e Farsul fecham acordo

As entidades oficializaram, em Esteio/RS, o acordo de cooperação para viabilizar o protocolo operacional de adesão voluntária do Programa Carne Angus Certificada à Plataforma de Gestão Agropecuária (PGA – Mapa).


Menos negócios, mais qualidade

Feira agropecuária realizada em Esteio/RS, entre 30 de agosto e 7 de setembro, registrou queda nas vendas de máquinas e animais

Mesmo que o volume de vendas tenha ficado abaixo do que foi registrado no ano passado, a Expointer, tradicional feira agropecuária realizada em Esteio/RS, valorizou a diversidade e a qualidade genética dos rebanhos do País.

Durante os nove dias da exposição, que ocorreu entre 30 de agosto e 7 de setembro no Parque de Exposições Assis Brasil, as atrações incluíram leilões, provas e julgamentos de diferentes raças e espécies, com destaque para bovinos, equinos e ovinos.

A comercialização de animais somou R$ 12,419 milhões, um recuo de 23% em comparação com a edição de 2013. Segundo levantamento da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio do Rio Grande do Sul, também houve queda nos negócios envolvendo máquinas e equipamentos agrícolas. As vendas e propostas nesse segmento alcançaram R$ 2,713 bilhões, redução de 17%.

No total, considerando também a comercialização nos pavilhões de artesanato e agroindústria, a 37ª Expointer registrou negócios de R$ 2,729 bilhões, uma queda de 17% sobre o ano passado. Os valores, no entanto, não desapontaram os organizadores da feira. “O número é espetacular. O agronegócio não vive crise, ao contrário, continua crescendo. É um número da celebração da estabilidade”, avalia o secretário da Agricultura do RS, Claudio Fioreze. O secretário também comemorou o público visitante, que superou as 500 mil pessoas.

Para o presidente da Federação Brasileira das Associações de Criadores de Animais de Raça (Febrac), Eduardo Finco, a qualidade dos animais levados a Esteio precisa ser valorizada. “Neste ano, os expositores fizeram uma seleção muito criteriosa. Os jurados tiveram muito trabalho. O reflexo está no preço médio pago por animal, que está mais alto em 2014. E os negócios não param aqui, porque a Expointer é vitrine para as próximas feiras”, observa.

Vitrine da Carne Gaúcha reuniu grande público e mostrou carcaças de diversas raças

Ensaio para os leilões da Primavera

Os números da exposição estão de acordo com a realidade do mercado, segundo análise da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul). “Pode ter reduzido o número de animais vendidos e em exposição, mas os melhores estiveram presentes, e as médias para os rústicos se mantiveram. As cabanhas estão usando mais a Expointer como vitrine para as feiras de Primavera, nas quais se concretizarão os negócios”, observa o presidente da Comissão de Exposições e Feiras da Farsul, Francisco Schardong.

O número de animais inscritos na feira deste ano caiu 9%, com 3.724 exemplares no evento. Segundo os representantes do setor, a queda foi provocada principalmente pelo aumento dos custos para transportar e manter os animais na exposição.

Para o vice-presidente da Farsul, Gedeão Pereira, a Expointer também evidenciou o bom relacionamento do pecuarista e das lideranças gaúchas com a indústria da carne, visto que os dois maiores frigoríficos do país, Marfrig e JBS, adquirem gado gaúcho para suas linhas premium e realizaram encontros com fornecedores em Esteio. “A pecuária gaúcha está melhorando em termos de qualidade”, afirma.

Para que os preços sigam atraentes, o presidente da Farsul, Carlos Sperotto, considera fundamental a manutenção das exportações de gado em pé, o envio de novilhos para terminação em outros estados e a venda de matrizes e reprodutores para o resto do Brasil. Ele ainda reforçou a necessidade de o Ministério da Agricultura liberar o uso de vermífugos à base de avermectina. A solicitação foi feita por Sperotto ao ministro da Agricultura, Neri Geller, durante sua passagem pela Expointer.

Atrações além das pistas

Mais do que conferir de perto a qualidade genética dos animais expostos na feira, os produtores que visitaram a Expointer tiveram à disposição outras atrações. A Vitrine da Carne foi uma delas. Promovida pelo Programa Juntos para Competir, uma parceria da Farsul, Senar e Sebrae, a iniciativa atraiu 3.581 espectadores, que acompanharam a desossa de carcaças bovinas, bubalinas, ovinas e suínas.

As oficinas voltadas para a pecuária também contaram com bom número de público. No espaço das Boas Práticas Agropecuárias, foram 373 atendimentos, por meio dos quais os interessados receberam orientações sobre os 129 itens de boas práticas que devem ser implementados nas propriedades. Já no espaço da Ovinocultura, 899 pessoas receberam orientações sobre sanidade e aplicação correta de anti-helmínticos.