Na Pista

  

ExpoGenética é um sucesso em Uberaba

A 7ª ExpoGenética, mostra de animais promovida pela Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), ocorrida entre os dias 16 e 24 de agosto, comprovou a importância do trabalho de melhoramento genético das raças zebuínas para a evolução da pecuária no Brasil, a segurança dos processos científicos empregados na pecuária bovina e a liquidez do mercado de animais avaliados e superiores. No eixo central desta exposição, que já está consagrada, fundem-se os programas de melhoramento genético das raças zebuínas, com destaque para o Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos (PMGZ). Mais de 500 animais Nelore, Guzerá, Tabapuã, Brahman, Sindi e Gir Leiteiro foram expostos nos pavilhões do Parque de Exposição Fernando Costa, em Uberaba/MG pelos criadores, Centrais de Inseminação e pelos programas: PMGZ, Programa de Melhoramento Genético da Raça Nelore (PMGRN), Geneplus, Conexão Delta G, Altaplus, Programa Nacional de Melhoramento do Guzerá para Leite, Programa Nacional de Melhoramento do Gir Leiteiro (PNMGL), Qualitas, Instituto de Zootecnia e Paint.

Além dos negócios nos estandes comerciais e institucionais, o mercado pecuário pode acessar a genética do rebanho melhorador com a oferta de reprodutores, touros a campo, matrizes e fêmeas de produção em seis leilões especiais. O volume de leilões de genética melhoradora sofreu redução de 9 para 6 eventos, mas o faturamento cresceu de R$ 9.316.040,00 para R$ 11.130.480,00.

Os bons resultados da área econômica da ExpoGenética foram acompanhados pelo êxito do encontro proporcionado ao meio científico e acadêmico, que simultaneamente à exposição pode acompanhar uma rica programação de palestras e debates iniciados no dia 18 e encerrados em 22 de agosto. Os painéis técnico-científicos contaram com um público formado por centenas de pessoas, entre estudantes, criadores, técnicos e pesquisadores de universidades e entidades de pesquisa de todos os estados do País.

Durante a ExpoGenética 2014, foram lançados cinco Sumários de Touros: o Sumário Corte Geneplus, ANCP, Paint, IZ, e o inédito Sumário 100% PMGZ, produzido integralmente pela ABCZ. Os documentos são fundamentais para os criadores definirem os reprodutores que serão utilizados nos acasalamentos de seus rebanhos.

PNAT

No anúncio da 5ª bateria de touros PNAT (Programa Nacional de Avaliação de Touros Jovens) compareceram mais de 200 pessoas. O programa, que já elegeu 44 reprodutores, promoveu um desfile com touros PNAT de todas as edições anteriores e muitas progênies nascidas nos rebanhos de origem e nos rebanhos colaboradores. Neste ano foram selecionados 17 jovens destaques do PMGZ. A raça Nelore chegou ao final com 13 touros escolhidos, Tabapuã elegeu três animais e a raça Guzerá teve um candidato escolhido pelas comissões de criadores, técnicos da ABCZ e das Centrais.

Os touros que ingressam no programa são:

Galicio Villefort (Guzerá), do Guzerá Villefort; Bolt da Dorn (Tabapuã), de Marcos Cesar Gonçalves Dornella; Norton FIV do Goiás (Tabapuã), de Goiás Celso Chaves de Amorim; e Totem FIV 4 Irmãs, de Renato Garcia Fernandes. Entre os reprodutores Nelore estão Jeito FIV, da Bela da Fazenda Bela Alvorada; Loyal FIV Bons, da Fazenda Bonsucesso, Mukesh FIV COL, da Colonial Agropecuária; Dumax FIV Indicus, de Darcy Getúlio Ferrarin; Raro e Rolex DA EAO da EAO Empreend. Agrop.; e Obras, Naval e Nacional VT, de Amauri Gouveia, Pakako YC de York Correa, Orvieto FIV Integral da Integral Agropec., Saigon, Sherlock e Sarau MAT de Tangará Pecuária e Participações.

Prêmio Matriz
Cláudio Sabino

Nesta edição, o anúncio e a premiação das melhores fêmeas da ExpoGenética reuniu um grande público formado por criadores, técnicos, pesquisadores, representantes de empresas parceiras da mostra e uma boa parte da equipe da ABCZ. Para marcar a 3ª edição do concurso “Matriz Cláudio Sabino de Carvalho”, foram eleitas seis fêmeas, sendo três da raça Nelore, duas da Sindi e uma vaca Gir Leiteiro. Foram entregues certificados para os responsáveis pelos animais Descoberta da Embrapa, Ditada da Colonial, Farpa FIV Bons, da raça Nelore; Lagoa da Estiva e Rota FIV da Estiva, que são fêmeas Sindi; e Caipira FIV, uma vaca Gir Leiteiro. Para ser indicada ao prêmio Matriz Claudio Sabino Carvalho, as vacas precisaram estar com idades entre 5 e 10 anos de idade até 16/08/2014; ter 4 filhos, ou mais, com Registro Genealógico de Nascimento (RGN) ou aptos a receber o documento e que sejam oriundos de monta natural, controlada ou inseminação artificial. O último requisito do concurso é para intervalo de partos (IEP) de até 390 dias.

Concurso Leiteiro Natural

A ABCZ também promoveu, na ExpoGenética, o 2º Concurso Leiteiro Natural, com a participação de 24 fêmeas das raças Gir Leiteiro e Sindi. O número de animais inscritos para a prova teve um aumento de 100% em relação à primeira edição. As vacas ficaram na Fazenda Escola da Fazu, tiveram 15 dias para adaptação e check-up veterinário. Sem uso de ocitocina e recebendo apenas silagem e ração para lactação, as concorrentes tiveram as produções controladas durante 12 dias. Foram premiadas as vacas de maior produção e também aquelas que apresentaram melhores índices de gordura, proteína e CCS. As campeãs de 2014 na raça Gir Leiteiro foram Escuna Y da BX, com média de 20,88 litros; Dançarina CAL, que teve o índice médio de 3,43% de gordura no volume produzido; Lindóia FIV do JOA, com média de 3,77% de proteína na produção diária de leite; e Esperada CAL, que em CCS apresentou apenas 54 células somáticas por ml. Os animais da raça Sindi que tiveram maior destaque foram a fêmea jovem Diadora AJCF, que superou as médias das vacas adultas com 11,72 litros; Zoeira P, com média de 3,99 de gordura e 4,01 de proteína no volume produzido; além de Beldade AJCF, que com 47 células somáticas por ml teve a menor contagem entre as fêmeas da raça.

Palestras

A Expogenética também tem sido palco de boas palestras sobre avaliação genética. Em uma delas, Antônio N. da Rosa, engenheiro-agrônomo e pesquisador da Embrapa Gado de Corte, teve a árdua missão de quantificar o retorno econômico do melhoramento genético em bovinos de corte. Eis que ele conseguiu, utilizando como base o rebanho avaliado no Programa Embrapa Geneplus. Segundo ele, um touro responde por 88% do avanço genético do plantel, conforme se aumenta a relação touro/vaca. Depois de 40 anos dedicados exclusivamente a esse programa, o pesquisador levantou os pesos dos bezerros, constatando que os touros Embrapa Geneplus foram capazes de agregar 4,8 kg na desmama. Ao repassar essa informação a um rebanho “modal” de 630 vacas, criadas em 1.600 ha de pasto, imaginando que elas produzissem 236 bezerras e 236 bezerros, a uma taxa de desmama de 75%, os animais gerados renderiam um plus de R$ 48 mil, suficientes para comprar outros cinco touros de [email protected], os mais caros do mercado. E esse é apenas o ganho genético. “Somente nas matrizes da base genética do Geneplus, cerca de 140 mil, os touros gerariam um valor de R$ 54 milhões”, estima.

Antônio N. da Rosa deu pistas de quanto um touro melhorador é capaz de dar retorno financeiro


ABCCanchim realiza 4ª edição da PCAD

Seguem até novembro as pesagens da Prova Canchim de Avaliação de Desempenho (PCAD), que conta com 200 animais nascidos entre junho e novembro de 2013. São avaliadas 11 características: Peso ao Final da Prova, Ganho de Peso na Prova, Perímetro Escrotal, Conformação Frigorífica, Espessura de Gordura, Área de Olho de Lombo, Escore de Classificação Final e Escore de Marmoreio (novidade), entre outras. Promoção da Associação Brasileira dos Criadores de Canchim.


Nelore MS fomenta raça no Mato Grosso do Sul

A Associação de Criadores de Nelore de Mato Grosso do Sul oferece, através do Ranking do Criador, oportunidade para aquisição de genética confiável e certificada também pela Associação Brasileira de Criadores de Zebu. O ranking indica o aperfeiçoamento da qualidade na recria e engorda, além de favorecer a valorização dos lotes em 20% ou acima, mais alto do que em leilões comuns.


ABCD aumenta participação na Expointer

A Associação Brasileira de Criadores de Devon levou para a exposição 76 animais, de 34 expositores diferentes. Em relação a 2013, o crescimento foi de 10%. Segundo o presidente da entidade, Gilson Hoffman, os números comprovam a ascensão do Devon na maior feira de agronegócio da América Latina.


ExpoCorte discute eficiência porteira adentro

Com o tema “conseguir o máximo de minha propriedade”, a terceira etapa do Circuito ExpoCorte 2014 será realizada em Ji-Paraná/RO, em 17 e 18 de setembro. O circuito reuniu 1.380 pessoas na edição ocorrida em Campo Grande/MS, sendo que 80% do público eram pecuaristas. Inscrições pelo site www. circuitoexpocorte.com.br.


Setembro é mês de exposições no Tocantins

Durante o mês de setembro, serão 15 ao todo. Segundo o presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado do Tocantins (FAET), Júnior Marzola, essa é uma estratégia dos sindicatos rurais. Para Marzola, o impacto das feiras reflete-se diretamente na comercialização e nos financiamentos dos bancos. O calendário de exposições está disponível no site www.faetrural.com.br.


Nelore JOP apresenta genética da Índia

O projeto Nelore JOP comemorou dez anos em investimentos na genética Nelore indiana com um dia de campo para apresentação dos animais nascidos no Brasil. O evento, promovido na Estância Cachoeirinha, apresentou grupos que se destacam em características desejáveis para a pecuária, como rusticidade, precocidade sexual, caracterização e conformação de carcaça.


ACNB encerra ranking com a 43ª Expoinel

A Associação dos Criadores de Nelore do Brasil encerra o ano-calendário 2013/2014, no Parque Fernando Costa em Uberaba/MG. A expectativa é de aproximadamente mil bovinos. O julgamento acontece entre 21 e 28 de setembro. Além disso, haverá 12 leilões oficiais, 11º Leilão Alianças, Leilão Pérolas do Nelore, Leilão Terras do Nelore e o 5º Leilão de Prenhezes EAO & Guadalupe, entre outros.