Falou

 

Para o bem dos animais e funcionários

“O bem-estar dos animais significa maior rentabilidade, segurança, rapidez no manejo e melhor qualidade de carne” -
O CEO André Dayan mostra os diferenciais das tecnologias Kontentor

Revista AG - Como nasceu a Kontentor?

André Dayan - A Kontentor nasceu a partir do foco de expansão da Silencer, empresa americana líder de mercado na fabricação de troncos de contenção hidráulica há mais de 30 anos nos Estados Unidos. Junto com outros investidores, os diretores da Silencer decidiram montar uma fábrica no Brasil para atender todo o mercado da América Latina e escolheram a região de Cravinhos, no interior de São Paulo, para iniciar em 2013 a produção.

Revista AG - A companhia foi a principal responsável por trazer Temple Grandin ao Brasil?

André Dayan - O convite para que a Dra Temple Grandin viesse ao Brasil foi feito em 2012. No ano passado, quando tivemos a confirmação que ela viria, organizamos a programação de uma semana incluindo eventos em São Paulo, Jaboticabal, Cravinhos, Ribeirão Preto e Serrana.

Revista AG - Qual o balanço da estadia dela em nosso país?

André Dayan - Acreditamos que foi um momento especial para produtores, confinadores, pesquisadores e indústria, para que eles pudessem entender e aplicar novos conceitos de bem-estar animal. A Dra Temple gostou muito do Brasil e prometeu voltar em 2015.

Revista AG - Para a empresa, bem- -estar animal é imperativo à pecuária atualmente?

André Dayan - O bem-estar animal é imperativo por vários motivos. Entre eles, pelo próprio respeito aos animais. Não é porque um bovino será abatido que ele precisa sofrer. O bem- -estar dos animais significa maior rentabilidade, mais segurança, rapidez no manejo, melhor qualidade de carne e menos prejuízos em diversas etapas do trabalho no curral.

Revista AG - Hoje, considera que o pecuarista esteja mais aberto ao manejo racional?

André Dayan - Muitos pecuaristas já entenderam as vantagens do manejo racional. Esse conceito é mais abrangente do que apenas o bem-estar dos animais. Envolve também a organização do trabalho no curral, como são e quais os equipamentos utilizados, o treinamento das pessoas e uma série de outras coisas que, somadas, vão significar melhores resultados. O produtor que conhece uma fazenda onde é feito um trabalho de manejo racional consegue perceber a diferença e também procura aplicar.

Revista AG - Quais os equipamentos da Kontentor voltados ao bem-estar animal?

André Dayan - Todos os nossos equipamentos são planejados e construídos com o objetivo de promover o bem-estar animal, desde os painéis de cerca e corredores, que são projetados pensando em evitar lesões dos animais em pontos de estrangulamento do curral, até os apartadores ou troncos de contenção, que possuem diversas características pesquisadas pela Dra Temple.

Revista AG - E qual seria o carro- -chefe da empresa?

André Dayan - O principal produto da Kontentor atualmente é o tronco de contenção hidráulica nos modelos Pró e Compacto. Desde o início de 2013, a empresa já comercializou diversas unidades no Brasil e em outros países como Paraguai e Estados Unidos. Um dos grandes diferenciais da Kontentor é oferecer, além dos modelos que saem prontos de fábrica, modelos personalizados e exclusivos de acordo com as necessidades específicas de cada cliente.

Revista AG - O pecuarista brasileiro entende a importância do tronco?

André Dayan - O trabalho no tronco hidráulico é mais fácil e mais rápido. Não é necessário vacinar ou fazer outros procedimentos no corredor, o que consiste em maior risco para os animais e às pessoas. A Dra Temple insiste muito nisso. Além de ser uma máquina com vida útil de mais de 30 anos, com baixa manutenção, o Kontentor ainda facilita muito a rotina de trabalho.

Revista AG - O que a empresa planeja para os próximos anos?

André Dayan - O nosso maior compromisso é fazer com que o mercado brasileiro entenda cada vez mais a importância dos equipamentos de contenção nos projetos de manejo racional e bem-estar animal. Estamos sempre aprimorando nossos produtos e elaborando novas tecnologias.