Ag Na Fazenda

 

Foco na fertilidade

Querência Angus ofertará boa genética no que poderá ser o maior leilão da raça em 2014

Bruno Santos
[email protected]

A busca incansável por fertilidade é o grande segredo do sucesso da Cabanha Querência, que a AG – A Revista do Criador revela agora. Referência na seleção de Angus, a propriedade prepara-se para o leilão que promete ser a maior oferta de animais Angus do ano.

Mas, esse pioneirismo na seleção Angus não foi conquistado do dia para noite. A história da Querência na pecuária começou no início do século XIX.

Segundo o titular da propriedade, Luiz Felipe Ferreira da Costa, tudo começou com a chegada de Leonardo Ferreira da Costa, nos campos da fronteira do Rio Grande do Sul, a primeira pessoa da família que começou com a criação de gado. A partir daí, já são seis gerações dedicadas às lidas do campo. "Durante todo este tempo, os principais negócios da família sempre estiveram ligados à terra", destaca Luiz Felipe.

Já na década de 60, a propriedade passou a trabalhar com a seleção de animais puros, através do melhoramento de ovinos da raça Merino Australiano. Nesta época, a responsabilidade do negócio era de Ivo Ferreira da Costa, que, com a chegada dos filhos recém-formados, Luiz Felipe e Clóvis, desenvolveu um plantel com reconhecimento em nível estadual.

Por diversas vezes, ganharam campeonatos nas exposições realizadas no Parque do Menino Deus, em Porto Alegre. Já no final daquela década, iniciavam as primeiras fertilizações in vitro e a introdução de espécies forrageiras de melhor qualidade alimentar para o rebanho. Dez anos depois, na década de 70, diversificavam o negócio com a lavoura de arroz irrigado.

Originalmente, a Querência criava gado da raça Hereford, mas, nos anos 80, foram adquiridos os primeiros exemplares da raça Nelore Mocho para começar uma nova etapa na criação de gado. Estes animais foram utilizados no cruzamento com a raça taurina para produção de animais de corte.

Apesar de a família ser tradicionalmente criadora de Hereford, Luiz Felipe sempre admirou a raça Angus pelas suas qualidades. Mas, somente nos anos 90, colocou em prática o grande sonho, adquirindo ventres Angus de algumas cabanhas na região e no Uruguai. "Inicialmente, o nosso objetivo foi produzir animais que se adaptassem a nossa região, mas, com a procura de reprodutores de criadores da região, começamos a selecionar animais também para a venda", lembra o pecuarista.

São quase duas décadas selecionando animais para características produtivas, com foco no melhoramento genético para bovinos de corte e também forte seleção para fertilidade, utilizando sempre o PROMEBO (Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne) como ferramenta de seleção.

Para explorar melhor as características oferecidas pelo gado Angus, a Querência implantou um sistema de produção mais intensivo, sempre tendo o pasto como base da alimentação. A suplementação com sorgo e grão úmido na forma de silagem tem sido uma ferramenta estratégica importante nos períodos de escassez de alimentos.

GRANDE BASE DE MATRIZES

Com foco sempre voltado à fertilidade, a propriedade consegue explorar umas das principais características da raça Angus, que é a precocidade sexual. Na Querência, as fêmeas são coDivulgação REVISTA AG - 37 locadas em reprodução aos 14 meses, possibilitando crescimento rápido e um intervalo de gerações menor. "A precocidade do Angus é uma característica que pouca gente explora. São animais muito férteis e entram na puberdade muito cedo", cita Luiz Felipe.

Atualmente, a propriedade consegue manter um feito muito expressivo, mantém nada menos que 900 fêmeas em reprodução. Isso se tornou possível graças à implantação do programa de transplante de embriões e, com isso, passaram a identificar as fêmeas mais produtivas dentro da propriedade.

A inseminação artificial é utilizada de forma abrangente na cabanha e 90% dos produtos nascidos são oriundos dela. "Isso não significa que não usamos nossos próprios touros. Temos reprodutores em centrais e, inclusive, coletamos os melhores de cada geração para uso nas inseminações", esclarece o proprietário.

Por ano, a propriedade mantém a média de 800 nascimentos, o que representa a média expressiva de 85% de natalidade. Esses bezerros, que estão sendo desmamados a média de 190 kg, têm origem conhecida no plantel, seja PO (Puro de Origem) ou PC (Puros por cruzamento).

Outra curiosidade do plantel da Querência Angus é que os donos da propriedade optaram por uma estratégia, digamos, diferente. Eles não fazem diferenciação entre o rebanho PO e PC, ou seja, submetem-nos às mesmas condições.

Isso porque eles queriam acompanhar o desempenho dos dois grupos sanguíneos nas mesmas condições. "Já que o PC é um gado que está mais adaptado, porque sofre uma pressão de seleção maior, o nosso interesse é que nosso PO seja tão bom quanto ele nas condições naturais de criação" salienta Luiz Felipe.


Maior oferta de Angus do ano

A Cabanha Querência realiza no dia 8 de maio, às 14h, em Sant'Ana do Livramento/RS, a maior venda de Angus do Ano. Em oferta, estarão 740 reprodutores PO e PC, sendo 700 fêmeas e 40 touros. Vale destacar que a propriedade não está liquidando e manterá na propriedade a safra 2013 de terneiros (machos e fêmeas). Entre os destaques, estarão fêmeas de 18 meses prenhas e vacas que pariram aos dois anos e reemprenharam. O remate terá transmissão do Canal Rural e do C2Rural.