Falou

 

Pioneira no mercado

"O arame farpado e o arame liso foram os principais destaques"

Guilherme Vianna, gerente de Produto e Marketing da Belgo Bekaert, destaca as ações que mantêm a empresa na vanguarda

Revista AG – Como se comportou o mercado? Algo atípico?

Guilherme Vianna – O ano se comportou conforme o previsto. A demanda foi firme durante todo o ano, com exceção das linhas de produtos que são muito dependentes de safras agrícolas, como no caso do arame para enfardar algodão, que teve pico de consumo no primeiro semestre do ano.

Revista AG – Quais os produtos que mais se destacaram em 2013?

Guilherme Vianna – O nosso carro chefe para agropecuária são o arame farpado e o arame liso. Notamos também que foi um bom ano para o negócio de arames para cercas elétricas, provavelmente impulsionadas pelo bom ano do preço do leite, que deve ter estimulado os produtores a dividirem seus pastos.

Revista AG – Quais os principais produtos das linhas da Belgo Bekaert?

Guilherme Vianna – Fabricamos e comercializamos mais de 5.000 itens em toda a linha de arames no Brasil. Para a agropecuária, podemos destacar os arames para cercas rurais (farpado Motto, liso Z700 e Eletrix - para cerca elétrica), telas rurais (hexagonal e campestre), os arames destinados à fruticultura (para parreiras, varetas galvanizadas e latadas) e os acessórios agropecuários (cordoalhas para curral, distanciadores, arames para amarração e grampos).

Revista AG – A empresa tem parceria com agrorrevendas para fazer treinamentos e auxiliar os clientes?

Guilherme Vianna – A equipe técnica da Belgo Bekaert, em 2013, desempenhou mais de 100 treinamentos com as principais lojas agropecuárias e cooperativas parceiras. Além de orientação sobre a qualidade e o manuseio de produtos, são abordadas as mais atuais técnicas de construções rurais de cerca, para que os vendedores das lojas agropecuárias possam fazer o importante papel de orientação técnica. Temos uma equipe de cinco assistentes técnicos, que, durante os trabalhos nas lojas agropecuárias, visitam as fazendas dos clientes.

Revista AG – Existem outras parcerias?

Guilherme Vianna – Outro trabalho muito importante que já fazemos há mais de dez anos é a parceria com várias unidades do Serviço Nacional de Aprendizado Rural, no qual são ministrados cursos de cercas rurais. O foco é capacitar a mão de obra rural de forma correta na construção de cercas rurais. É um trabalho fantástico. Treinamos mais de 15 mil trabalhadores rurais nos últimos anos.

Revista AG – Qual o segredo da Belgo Bekaert para se manter firme no mercado por tantos anos, sendo a vencedora do troféu Touro de Ouro?

Guilherme Vianna – Estamos chegando há quase um centenário de existência; em 2014, completamos 95 anos. O agronegócio está em constantes evoluções, e tudo isso repercute nos nossos negócios. É preciso atentar às mudanças, tendências e ter capacidade de adaptação aos novos cenários. Trabalhamos com qualidade para o mercado nacional e internacional, exportamos para mais de 30 países, mesmo a mercados muito exigentes, como o dos EUA.

Revista AG – Quais as expectativas para 2014?

Guilherme Vianna – O ano de 2014 será muito bom para o Brasil e, principalmente, para o agronegócio. Estamos, a cada ano, consolidando a nossa importância para o mundo como fornecedor de alimentos de alto padrão de qualidade, sem esquecer, é claro, que teremos também a Copa do Mundo.