Notícias do Angus

PAC ANGUS Embrapa entra na reta final com resultados recordes

A quarta edição da Prova de Avaliação a Campo Angus Embrapa já se encaminha para a reta final. Iniciada em setembro do ano passado, a prova ocorre nos campos da Embrapa Pecuária Sul, em Bagé (RS), até meados de abril deste ano. O projeto, que visa ao melhoramento genético da raça Angus, consiste na avaliação de 19 tourinhos (machos nascidos entre agosto e novembro de 2012) ao longo de 196 dias. O objetivo é identificar os melhores reprodutores da raça Angus com características superiores para a produção de carne em sistema de pastejo.

Com cinco pesagens já realizadas, de um total de oito, já é possível notar a alta qualidade dos animais inscritos na prova nesta edição. De acordo com o pesquisador da Embrapa Pecuária Sul e responsável técnico da prova, Joal Brazzale Leal, os resultados indicam um ganho médio diário geral de mais de 1,2 kg por dia. "E vale destacar que o intenso calor do verão e a falta de chuvas têm prejudicado a qualidade das pastagens e feito também com que os animais busquem abrigo mais frequentemente, saindo menos para pastar", ressalta o pesquisador, indicando que, mesmo em condições adversas, alguns animais demonstram resultados excepcionais.

De acordo com o pesquisador, a tendência, daqui em diante, é que, com a melhora da qualidade das pastagens, as médias subam ainda mais. "Até o final da prova, eles devem ganhar entre 80 kg e 90 kg, que será um resultado melhor que o das provas anteriores", afirma Leal.

O especialista salientou a importância do programa para o melhoramento genético da raça. "A prova é a 'hora da verdade'. Os touros vindos de diversas regiões do Rio Grande do Sul têm sua performance comparada em condições iguais. Ou seja, sem a influência de condições climáticas e de pastagem favoráveis ou desfavoráveis de cada região", explica. "Então, os animais que saem na frente aqui é porque realmente são melhores", completa.

Valorização
Para Leal, essa percepção já chegou ao mercado de touros. Tanto que os animais que se destacaram nas provas anteriores têm sido altamente valorizados nos leilões. "O touro que encabeçou a primeira edição da prova, da Cabanha Santa Eulália, foi um dos mais valorizados nos leilões realizados naquele ano", conta o pesquisador. "Na última edição, o campeão, da Cabanha Catanduva, foi arrematado por quase R$ 30 mil, sendo um dos cinco animais mais caros nos leilões de rústicos realizados no estado naquele ano. É um sinal claro de que as pessoas acreditam no resultado da prova e que a genética destacada aqui faz diferença nos rebanhos", conclui.

A Prova de Avaliação a Campo Angus é realizada pela Associação Brasileira de Angus em parceria com a Embrapa Pecuária Sul e conta ainda com o apoio da Nutrifarma.

Novilhos e Novilhas Angus certificados têm preço recorde no RS

Os produtores gaúchos que participam do Programa Carne Angus Certificada recebem, hoje, a maior cotação da pecuária brasileira. Segundo levantamento da Associação Brasileira de Angus, o novilho (macho ou fêmea) Angus certificado é vendido por até R$ 132,00 a arroba (equivalente a R$ 8,80 por quilo de carne) no Rio Grande do Sul. Em contrapartida, o bovino comum macho recebe R$ 117,00 por arroba (R$ 7,80/kg de carne) e a fêmea, R$ 112,50/ arroba (R$ 7,50/kg de carne). Os preços do estado, hoje, equivalem ou superam os praticados para animais Angus no estado vizinho (Santa Catarina), onde, devido a legislação sanitária que impede a entrada de animais, os preços praticados são sempre superiores às demais praças.

"O criador participante do Programa Carne Angus Certificada recebe bonificação superior aos demais. Trata-se de um ganho fantástico, que valoriza a genética Angus. Além disso, podemos afirmar com absoluta convicção que este é o melhor preço pago na pecuária em todo o País", assinala Paulo de Castro Marques, presidente da Associação Brasileira de Angus.


Confira a lista dos criatórios participantes da prova
Fazenda Santa Cecília (Santiago/Chile)
Cabanha Maya (Bagé/RS)
Estância Barragem (Quaraí/RS)
Estância Umbu (Uruguaiana/RS)
Estância Reconquista (Alegrete/RS)
Agropecuária Proteção (Rio Grande/RS)
Estância Santa Eulália (Pelotas/RS)
PAP Lagoa Preta (Dom Pedrito/RS)
Cabanha Boca Negra (Cachoeira do Sul/RS)
Estância da Barragem (Dom Pedrito/RS)
Cabanha Terra Costa (Santo Antônio da Patrulha/RS)
José Luiz Borges Germano da Silva (Bagé/RS)