A Voz do Criador

 

Animal também merece respeito

Não apenas a sustentabilidade desenha as novas diretrizes da pecuária mundial, mas também o bem-estar animal começa a lançar um novo olhar sobre a atividade. A Comunidade Europeia, nossa eterna "menina dos olhos" das exportações de carne bovina, está atenta a isso. E como o professor Matheus Paranhos bem disse à Revista AG, a exigência não parte mais das indústrias. Vem diretamente do consumidor. Deixando de lado a nova barreira técnica que se anuncia ao Brasil, bem-estar animal é uma preocupação válida, pois, pasmem, os bovinos sentem dor.

É isso mesmo! Muitos podem estranhar reafirmarmos tal coisa, achando que somos loucos, mas é verdade. Pelo tamanho avantajado e devido à pele resistente, além de não saberem gritar, uma boa fatia de produtores se esqueceu de quanta dor aos bovinos pode causar uma castração ou descorna sem anestesia, uma ferroada, um choque elétrico e uma marca a fogo. São seres vivos e, como nós, sentem medo, ansiedade, fome, sede e ficam doentes, além, claro, de sentirem dor.

Desta forma, além da grande exaustão para adequação ao novo Código Florestal, os pecuaristas, empresas de frete e frigoríficos deverão se preparar também para ajustar o manejo na fazenda, o transporte e o abate de bovinos, bem como o de qualquer outro animal de produção. E isso pode acontecer mais rápido do que se imagina. O Mac Donald's é um dos gigantes do varejo que já esboça adotar no Brasil a mesma política empregada nos demais países. Antecipando-se aos fatos, a Revista AG brinda o leitor com o bê-á-bá do Bem-Estar Animal em Bovinos de Corte em uma publicação especialíssima.

O tema ganha destaque em nossa "Matéria de Capa"; na "Entrevista do Mês" com Mary Temple Grandin; na "Escolha do Leitor", que mostra estudo sobre a eficácia da insensibilização mecânica; e em "Leite", que expõe como instalações adequadas geram benefícios econômicos a partir do conforto animal. A boa notícia é que o interesse pelo assunto cresce vertiginosamente, falta tão somente a prática em larga escala.

Esta imperdível edição ainda traz o melhoramento genético na caprinovinocultura e a aposta das raças Hereford e Braford na carne de qualidade superior.

Boa leitura!