Falou

 

Da matéria-prima ao produto final

Ricardo Frugis, gerente de mercado de pastagens da Arysta LifeScience, destaca a nova linha de produtos para a pecuária

"A Arysta já é a segunda empresa do mercado de herbicidas de pastagens e investe em busca da liderança"

Revista AG – Como a matriz japonesa está tratando o mercado brasileiro?

Ricardo Frugis – Hoje, o mercado brasileiro de defensivos agrícolas é o maior mercado global da Arysta, portanto, tendo em vista os bons resultados apresentados, a matriz tem aumentado constantemente os investimentos na filial brasileira, na equipe de vendas, pesquisa e desenvolvimento.

Revista AG – Quais as ações da Arysta frente às concorrentes?

Ricardo Frugis – A Arysta já é hoje a segunda empresa do mercado de herbicidas de pastagens e vai continuar investindo cada vez mais no segmento em busca da liderança neste mercado. Nesse sentido, vem pesquisando e buscando novidades e produtos que complementem o portfólio, como o cupinicida Regent® 20GR.

Revista AG – Quais as qualidades do produto?

Ricardo Frugis – Este é o produto mais recente a integrar nosso portfólio de soluções para o pecuarista. Ele oferece como diferenciais a baixa toxicidade, a alta eficiência e a baixa dosagem (5 gramas/montículo), o que facilita a aplicação do produto. Além deste cupinicida, lançado oficialmente durante a Feicorte, também oferecemos uma linha completa de herbicidas.

Revista AG – Quais são os herbicidas?

Ricardo Frugis – Temos o Artys, desenvolvido para o controle de plantas daninhas infestantes e recuperação de pastagens. É eficaz sobre as principais plantas daninhas de folha larga. A linha também conta com o Browser, herbicida seletivo para o controle de plantas daninhas arbustivas perenes e lenhosas. Temos ainda o Triclon, herbicida seletivo para controle de plantas daninhas arbustivas que age por meio de aplicação basal e é eficiente no controle de pindobas. Já o Lava 100 é um herbicida não seletivo para plantas perenes não controladas por outros produtos, como as tabocas. Além destes, temos os produtos de nutrição foliar que complementam a linha Pronutiva.

Revista AG – No que consiste o conceito Pronutiva?

Ricardo Frugis – O conceito Pronutiva envolve a integração entre produtos de proteção e nutrição, com soluções técnicas eficazes para auxiliar o pecuarista a obter mais produtividade na pastagem, com plantas mais fortes e saudáveis, que refletem em maior nutrição indireta para o gado. Dentro deste conceito, ainda durante a Feicorte, foram apresentados os fertilizantes que integram a solução completa Pronutiva: K-tionic, Raizal e Biozyme, o principal produto da linha de nutrição.

Revista AG – Quais os diferenciais do Biozyme?

Ricardo Frugis – Ele é um fertilizante líquido para aplicação via semente e foliar. Por meio de sua formulação de macro e micronutrientes, obtém-se maior perfilhamento e enraizamento inicial do capim, além de melhor vigor e uniformidade das plantas. Com isso, o resultado é a maior lotação de animais por hectare.

Revista AG – A empresa faz algum tipo de assessoria e parceria com o produtor?

Ricardo Frugis – A Arysta, além de possuir uma rede de distribuição localizada nos principais polos da pecuária brasileira, a qual permite realizar levantamentos de área nas propriedades e indicar as melhores soluções para os pecuaristas, também conta com programas de fidelização para o pecuarista. Estes programas incluem empréstimo de equipamentos de pulverização e subsídio à aplicação aérea dos nossos produtos, entre outros.