Falou

 

Ao lado do pecuarista

“Aproximar a marca Produquímica do pecuarista é o objetivo”, destacou Rodrigo Miguel

Rodrigo Miguel, gerente de Negócios Pecuários da Produquímica, trata das estratégias da empresa e da aproximação com os clientes

Revista AG – A entrada no mercado de suplementos minerais é a grande aposta da empresa para este ano?

Rodrigo Miguel – É nossa grande novidade para 2013. O modelo de atuação B2C (“Business to Consumer”) já é de domínio em outras de nossas áreas atuação, mas não em nutrição animal; assim, alinharemos com a estratégia global do grupo e manteremos o atendimento à indústria de nutrição animal, como tradicionalmente fazemos. Aproximar a marca Produquímica do pecuarista é o objetivo.

Revista AG – E como são essas ações de aproximação com os pecuaristas?

Rodrigo Miguel – Estamos atuando com a nova equipe neste programa, com a divulgação maciça na mídia especializada e em eventos importantes do setor, sempre mostrando a experiência de 47 anos do Grupo Produquímica em nutrição animal.

Revista AG – A campanha “Produquímica. O chapéu oficial da pecuária brasileira” alcançou as metas iniciais?

Rodrigo Miguel – A campanha nasceu de duas importantes características que este ícone, e agora nosso símbolo tem a relação direta com o campo e a proteção, principal atributo do chapéu. Como são qualidades de associação direta, a campanha atingiu os objetivos, traduzindo a ligação da Produquímica com o campo.

Revista AG – Quais as vantagens das linhas ProduBeef e Produmilk?

Rodrigo Miguel – As linhas Produbeef e Produmilk chegam ao mercado com um portfólio completo de produtos voltados às pecuárias de corte e leite. Foram desenhadas com o que há de mais moderno em termos de matérias-primas. Houve grande atenção também com a comodidade do produtor.

Revista AG – Quais os destaques dessas linhas?

Rodrigo Miguel – No Produbeef, destacamos a linha de Confinamento, composta por grande variedade de núcleos e equipe altamente competente em atendimento e análise de resultados. Na linha Produmilk, fica por conta da linha Lactação TEC, composta por produtos que aliam os benefícios da alta biodisponibilidade de fósforo, com a eficiência de quelatos, tamponantes, vitaminas, aditivos promotores de desempenho e, ainda, probióticos exclusivos voltados para a redução de CCS no leite.

Revista AG – No que se diferencia a linha Produbeef Creep?

Rodrigo Miguel – A linha Produbeef Creep é a única no mercado que concilia o uso de probióticos, enzimas e prebióticos para o desenvolvimento de bezerros. A Linha Creep conta ainda com desenho nutricional exclusivo e os mais novos conceitos em estratégia de nutrição inicial de ruminantes.

Revista AG – Quais as novidades das outras linhas da empresa?

Rodrigo Miguel – A linha de Sais, as matérias-primas essenciais para a produção de suplementos minerais, segue crescendo e se diversificando. Destaque também para a Linha Profeed, que são premixes minerais que promovem melhor mistura dos microminerais.

Revista AG – Como foi o balanço da empresa em 2012?

Rodrigo Miguel – Apesar do ano difícil para o mercado de produção animal, crescemos em relação a 2011; investimos em equipe, em lançamento de produtos e em capacitação. Os destaques de 2012 foram o Profeed, por proporcionar a proximidade com os clientes, e, também, o Producote Feed, ureia de liberação controlada.

Revista AG – E quais são as expectativas para 2013?

Rodrigo Miguel – O ano de 2013 será excelente para a produção animal. A demanda por alimentos segue tendência de aumento exponencial. As turbulências que trouxeram incertezas ao ano de 2012 já não são acentuadas. Nossa expectativa é crescer 25%.