Martelo

14o Megaleilão CFM

1.118 animais comercializados e faturamento de R$ 5,1 milhões

Carlos Nascimento

De 15 a 17 de agosto, foram realizadas, no 14º Megaleilão da Agro- Pecuária CFM, 72 negociações para 13 estados do Brasil, resultando na venda de 1.118 animais e em renda acima dos R$ 5 milhões. A equipe responsável registrou a presença de 700 pecuaristas, liquidez total e grande interesse pelos touros da propriedade. “O sucesso do Megaleilão, mesmo com o mercado de boi gordo pressionado, mostrou a força, a qualidade e o resultado comprovado da genética dos touros CFM”, disse Luís Adriano Teixeira, coordenador de pecuária do grupo.

Durante os três dias de evento, foram vendidas 586 fêmeas, montante 27% maior que ano passado, com faturamento de R$ 1.208.340. Na batida do martelo, 408 touros tiveram média de R$ 8.083,00, com faturamento de R$ 3.297.700,00. E, nas ofertas da Megaloja, até a segunda-feira pós-evento (20/ ago), foram comercializados 124 touros, somando o montante de R$ 598.978,00. “O touro mais valorizado foi CFM Urucum, arrematado 50% pelo valor equivalente a R$ 98 mil pela Agropecuária Santa Bárbara e pela CRV Lagoa”, disse Luís Adriano, lembrando que 50% do animal ainda permanece em propriedade da CFM. “CFM Urucum foi direto à central de coleta da Lagoa e começará, em breve, a figurar entre os touros do PAINT e na lista de venda.”

Segundo Teixeira, o balanço do Megaleilão 2012 é extremamente positivo, pois reuniu clientes novos e antigos, o que comprova que a confiança no trabalho realizado pela CFM há mais de 33 anos se multiplica e se renova ano após ano. O coordenador de pecuária avisa que as vendas continuam a todo vapor nas fazendas da CFM “e quem correr ainda pode aproveitar os pontos de entrega do Megaleilão para qualquer quantidade de touros comprados, localizados nos estados de MS, MT, GO, TO e BA, para as rotas que ainda estão em liberação de entrega”.

O comentário dos participantes do 14º Megaleilão é que a safra ofertada, nascida em 2010, foi a mais homogênea e superou a safra passada, deixando o mercado satisfeito com o progresso dos animais em pista. “O resultado foi consequência do nosso profissionalismo com o sistema de seleção, criação dos animais, atendimento aos clientes e organização”, explanou Luís Adriano.

Além da programação comercial proposta pela CFM, no primeiro dia do evento (15 de agosto) aconteceu o tradicional Encontro Técnico para pecuaristas, que neste ano teve como tema “Resultados CFM nos programas de melhoramento do mercado e sua influência na pecuária”, ministrado pelo professor Dr. José Bento S. Ferraz, geneticista do Grupo de Melhoramento Animal e Biotecnologia da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos - Universidade de São Paulo (GMAB/FZEA-USP).

“Como a CFM foi o primeiro programa de seleção do Nelore a receber o Certificado Especial de Identificação e Produção – CEIP, está entre as líderes dos diversos sumários do mercado, possui vários touros em centrais e é uma das principais fontes de genética para os diversos programas de seleção”, explicou Teixeira, que enumerou cerca de 100 pecuaristas na plateia, além de 47 produtores participando interativamente pelo Agroblog, site que transmitiu ao vivo a palestra do professor Bento Ferraz.

Além do remate, temas técnicos são discutidos no Megaleilão CFM

A temporada oficial de venda de touros Nelore CEIP da Agro-Pecuária CFM continua com a venda direta realizada na fazenda São Francisco, em Magda/SP. Segundo o coordenador do projeto, todos os pecuaristas que não tiveram a oportunidade de adquirir animais no Megaleilão podem entrar em contato e agendar uma visita. “São mais 1.000 touros com altos índices na avaliação genética, à disposição dos clientes, com preços tabelados conforme o Índice CFM e condições especiais de frete para as principais regiões produtoras do País”, conclui.

INÍCIO

As atividades do remate começam muito antes do evento. Luís Adriano Teixeira explica que, no Megaleilão CFM, todos os touros estão entre os melhores da avaliação genética da propriedade, ou seja, são TOP 5% da safra 2010. “Essa divisão é feita com base no Índice CFM, composto por peso à desmama, ganho de peso pós-desmama, musculatura e perímetro escrotal.”

O coordenador de pecuária informa, ainda, que quanto mais alto o índice CFM melhores os bezerros. Por isso, os touros com índices mais elevados são direcionados para o Megaleilão, uma maneira democrática de oferecer ao mercado touros diferenciados, com oportunidades iguais para pequenos e grandes pecuaristas, com o mesmo padrão utilizado para a própria reposição do grupo.

É importante para o pecuarista saber com clareza o que deseja para melhorar o plantel. “Se o criador quer aumentar a fertilidade das suas matrizes, é importante buscar touros de melhores DEPs para perímetro escrotal e PP14 (probabilidade de prenhez aos 14 meses de idade). Já para aqueles que procuram mais peso ao abate e rendimento de carcaça, é recomendado utilizar touros com DEPs de peso ao sobreano e musculatura”, exemplifica.

O término do 14º Megaleilão da Agro-Pecuária CFM não representa o fim das ofertas do grupo. As porteiras para as vendas diretas, que acontecem na Fazenda São Francisco, em Magda/SP, continuam abertas a todos os interessados. “As ofertas continuam as mesmas, touros Nelore da safra 2010 com preço fixo, livre de comissão e pagamento em até sete parcelas”, lembra o coordenador de Pecuária.

Além disso, a CFM já estuda, para outubro, a realização de um novo evento comercial, com a segunda “fornada” de touros Nelore que irão ao mercado. “Essa será mais uma ótima oportunidade para compra de touros selecionados e provados para a maior lucratividade”, conclui Teixeira.

Ao adquirir cargas fechadas de touros, mesmo na fazenda, com 16 ou 24 animais, o frete rodoviário é por conta da CFM, que entrega os animais em qualquer lugar do país - sem limite de quilometragem - na malha rodoviária.