Pista

Feicorte 2012 fatura R$ 17,5 MILHÕES

A 18ª Feira Internacional da Cadeia Produtiva da Carne (Feicorte 2012), realizada de 11 a 15 de junho na capital paulista, recebeu a visita de 30.000 pessoas, entre pecuaristas, empresários, estudantes e demais profissionais da cadeia produtiva da carne. Em 50 mil metros quadrados, a mostra reuniu 250 empresas expositoras e abrigou mais de 4 mil animais, de 22 raças, entre bovinos, equinos e ovinos.

O público contou com uma programação variada, destacando 120 eventos paralelos, entre reuniões, seminários, workshops, conferências, palestras e cursos, além de julgamentos e leilões de várias raças bovinas. Com a maior agenda de leilões de todas as edições, a venda de animais bateu recorde de faturamento e quantidade de lotes comercializados, foram R$ 17,5 milhões em negócios.

Ao todo, foram 13 remates – ante oito no ano passado –, de Angus, Brahman, Simental, Simbrasil, Nelore, Canchim e Senepol, além de gado de corte, com oferta mista de Aberdeen, Red Angus, Nelore e Simental, e de equinos Mangalarga. A novidade deste ano foi a venda virtual de animais de produção. “A Feicorte 2012 foi palco do maior leilão virtual de corte dentro da maior feira indoor do mundo, o Super Corte Nacional”, destaca Décio Ribeiro, diretor do Agrocentro.

“Os leilões movimentaram a feira deste ano, com oportunidades de bons negócios, tanto para animais de elite como de produção de carne, todos com o diferencial de alta qualidade”, comenta Carla Tuccilio, gerente de Agronegócio do Agrocentro.

PISTA

Os jurados consideraram as pistas pesadas, em função da qualidade dos lotes apresentados pelas raças Angus, Brahman, Braford, Brangus, Canchim, Caracu, Charolês, Guzerá, Hereford, Limousin, Marchigiana, Nelore, Nelore Mocho, Simbrasil, Simental e Sindi, além de ovinos Dorper e White Dorper. Também foram expostos, para apreciação do público, exemplares de Bonsmara, Gir, Gir Leiteiro, Senepol e Wagyu.

No Centro de Exposições Imigrantes, os visitantes também puderam observar equinos da raça Mangalarga e ovinos Santa Inês e, também, das raças Dorper e White Dorper, que ocuparam um pavilhão exclusivo, na entrada do recinto. Acompanhe a lista completa de campeões dos julgamentos da Feicorte no site www.feicorte.com.br.

ESPAÇO CARNE

Destaque também para a segunda edição do Espaço Carne, reunindo empresas e iniciativas que representam os diversos elos da cadeia produti- Caminho da Carne: mais de 2.000 pessoas passaram pelo trajeto que apresentou ao pecuarista a importância de investir nas principais etapas da produção da carne: genética, manejo, sanidade, nutrição, meio ambiente, gestão e mercado. Imagens em 3D e um miniconfinamento simulado foram as novidadesva. O local teve como atividades.

- Congresso Internacional Pecuária Corte: dois dias de intensas atividades, com apresentações e debates em torno dos principais temas relativos à pecuária de corte. O evento também encerrou as discussões do Circuito Feicorte NFT, que passou por quatro capitais do país, entre março e maio, levando conhecimento ao produtor local.

- Espaço Degustação: ambiente com carnes de diversas raças, que ofereceu oportunidade para o visitante apreciar as melhores características de cada uma.

- Academia da Carne: programa de palestras voltadas para estudantes universitários de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia.

“A Feicorte apresenta o que há de melhor para a pecuária nacional, reunindo em um único local empresas e profissionais que representam todos os elos da cadeia produtiva da carne. São cinco dias exclusivamente dedicados a contatos, relacionamento, negócios, troca de experiências, atualização profissional e disseminação de conhecimento”, conclui Carla Tuccilio, gerente do Agrocentro.