Notícias do Angus

  Comercialização de genética Angus cresce 33% em 2011 e mantém liderança entre as raças taurinas de corte de origem europeias

A raça Angus comercializou 2.383.952 doses de sêmen em 2011, resultado 33% superior às vendas realizadas em 2010, de 1.792.496 doses, alcançando a fatia de 34% de mercado total de inseminação no gado de corte, a segunda colocação entre todas as raças de corte, além da liderança entre as raças de corte de origem europeia, com uma fatia de 86% do mercado. Os dados são da Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia).

“O Angus é a raça preferida dos pecuaristas que focam fertilidade, precocidade sexual e de terminação, musculosidade e rápido ganho de peso”, informa Paulo de Castro Marques, presidente da Associação Brasileira de Angus (ABA), amparando-se no resultado de venda de sêmen Angus, que manteve expressivo crescimento.

O presidente da ABA reforça que nenhuma outra raça bovina de corte teve este desempenho, atestando sua viabilidade para a produção de bezerros de alta qualidade genética, tanto na raça pura como no cruzamento industrial, o que contribui para multiplicar a oferta de carne de padrão superior. “Atualmente, trabalhamos com a marca de que quatro em cada cinco bezerros nascidos de cruzamento industrial trazem genética Angus”, ressalta o dirigente.

“Fazendo uma avaliação dos últimos cinco anos, comparando 2007, quando foram vendidas 868.184 doses de sêmen Angus, praticamente triplicamos o número de doses comercializadas. Em linhas gerais, nos últimos cinco anos, nós crescemos expressivos 174,5%”, contabiliza Fabio Medeiros, subgerente da associação do Angus e coordenador do programa Carne Angus Certificada.

Analisando os números divulgados pela Asbia, Felipe Moura, diretor de marketing da Associação Brasileira de Angus, percebe que o crescimento é constante e vertical. “O documento prova que quem usou sangue Angus se consolidou no uso e não troca. Acabou o período da pecuária de experimentos. Hoje não existe mais tentativa e erro. Somente o acerto de usar uma raça de destaque”, completa.


Angus expõe experiências aprendidas com o Programa Carne Angus Certificada

Apoiada no princípio de valorização da carne, no pagamento por qualidade, no fomento à raça, na integração da cadeia produtiva e na garantia da qualidade da carne a aos consumidores, o Programa Carne Angus Certificada, da Associação Brasileira de Angus, se destaca como um dos grandes cases de sucesso da pecuária nacional e ganha atenção de todos os envolvidos no sistema pecuário. “São quase 10 anos de história pelos pastos brasileiros, por isso valorizar o novilho Angus e sua carne de qualidade diferenciada tem sido nossa missão desde a criação do programa”, disse Fábio Medeiros, subgerente da Angus e coordenador técnico do programa de certificação.

Hoje, de acordo com Medeiros, os consumidores e frigoríficos parceiros reconhecem cada vez mais o valor da Carne Angus Certificada e oferecem premiações ainda melhores aos participantes. Com isso, mais animais são integrados ao programa, gerando melhoria de renda para os pecuaristas, o que é, na verdade, o objetivo da associação. “Nas 14 plantas certificadas espalhadas pelo Brasil, mais de três mil produtores de Angus e cruza Angus abatem seus animais e recebem bonificações pelos exemplares que estão dentro das especificações exigidas pelo programa”.

O Programa Carne Angus é uma parceria de sucesso entre produtores e indústrias. Na atualidade existem no mercado brasileiro seis marcas comerciais com o selo de certificação da Associação de Brasileira de Angus. “A qualidade diferenciada da Carne Angus Certificada é o resultado de um somatório de características de qualidade de carne, onde a genética Angus tem papel fundamental, mas também a idade, o grau de acabamento e a conformação de carcaça contribuem para sua superioridade. A indústria garante a excelência em sua industrialização. A certificação é a garantia ao consumidor dessa qualidade e da identidade do produto”, finaliza o coordenador do programa de certificação.

O Programa Carne Angus Certificada foi um destaques no WorkShop BeefPoint 2012, cujo tema foi “Tipificação de carcaças e comercialização de gado para abate”, no dia 15 de fevereiro, em São Paulo (SP).


ABA e Núcleo Angus São Paulo promovem primeira exposição ranqueada de 2012 em Avaré/SP

A representação nacional da raça Angus e o Núcleo Angus São Paulo estão trabalhando na organização da participação da raça na 47ª edição da Exposição Municipal Agropecuária de Avaré (Emapa), que acontece no Parque de Exposições Fernando Cruz Pimentel, em Avaré/SP, até 11 de março.

Segundo Paulo de Castro Marques, presidente da Associação, o Angus tem papel importante no aumento da produção brasileira de carne bovina de qualidade voltada para mercados exigentes, casando muito bem com a raça Nelore.

“Além disso, divulgar o Angus pelas exposições ranqueadas brasileiras é uma ótima forma de disseminar as qualidades genéticas da nossa raça, fomentar a importância do cruzamento genético e a mostrar a qualidade da carne certificada”, explica.

“É importante lembrar que, como esta é a primeira exposição oficial do ano, a Emapa dá a largada para a disputa no ranking nacional de criadores e expositores Angus de Argola 2012”, avisa Katiulci Santos, subgerente administrativa da associação.

O julgamento dos touros de Argola acontece dia 9 de março, enquanto que o julgamento das fêmeas será na manhã de 10 de março. “O jurado deste ano será Chistopher Filipon, presidente do Núcleo de Criadores Angus do Oeste do Paraná, um experiente jurado com competência reconhecida pelos criadores de Angus associados da entidade”, avisa Katiulci.


Angus chancela duas exposições nacionais ranqueadas em abril

O mês de abril para a ABA será de correria e trabalho. Tudo se deve à programação de duas exposições nacionais ranqueadas pela entidade nos estados do Paraná e Rio Grande do Sul. A primeira delas é a 52ª Expolondrina, que acontece de 10 a 15 de abril em Londrina/PR. Logo após, acontece a 10ª Expo Outono Uruguaiana, que ocorre de 23 a 29 abril em Uruguaiana/RS.

A participação da entidade na exposição de Londrina será durante o 2º turno da feira, a partir de 13 de abril, data do julgamento dos machos Angus. “Já o julgamento das fêmeas acontece no dia seguinte, 14 de abril, também o dia inteiro e na Pista Central do parque agropecuário”, avisa Katiulci Santos, subgerente administrativa da entidade, lembrando que durante a mostra a associação do Angus chancela dois leilões oficiais da raça: o 5º Leilão Conexão Angus (12/04) e o 3º Leilão Royal Angus – Reconquista, Corticeira e Terra Costa (13/04).

A grande novidade para a Expolondrina é a inauguração da Casa Angus, que será um espaço destinado às atividades da entidade e local de congraçamento entre os produtores associados presentes na feira. “Além de espaço de confraternização, a Casa Angus de Londrina será nossa base dentro da exposição”, avisa a subgerente.

Como a exposição de Uruguaiana ocorre logo após Avaré/SP e Londrina/PR, consideradas importantes mostras pecuárias de âmbito nacional, “a parceria entre a Angus e o Núcleo Angus Três Fronteiras, organizador da feira, dá suporte ao evento, atraindo grandes criadores do Rio Grande do Sul, por ser a primeira exposição ranqueada nacional do estado de 2012”, pontua Katiulci.

Além dos tradicionais julgamentos de fêmeas e machos Angus de argola, que ocorrem, respectivamente dias 27 e 28 de abril, a 10ª Expo Outono Uruguaiana conta ainda com julgamento de Angus Rústicos, que acontece dia 26 de abril pela tarde. “Logo após os julgamentos, dia 28, o núcleo irá oferecer um jantar para a entrega dos prêmios conquistados em pista, que será seguido do leilão”, finaliza Katiulci.