Notícias do Devon

 

Devon comemora sucesso na participação na Expointer

Associação Brasileira de Criadores de Devon festeja o resultado de sua participação na Expointer 2011. Iniciativas inovadoras, como a realização do primeiro Campeonato Jovem Expositor, estimularam o aumento das inscrições de animais para participação no evento. Chamaram a atenção de quem passava pela Pista Central crianças vestindo um jaleco da raça, circulando com seus pais e avós na expectativa dos resultados dos julgamentos.

A feira contou com a participação de 125 exemplares da raça. Destes, 74 de argola, de 33 expositores, número superior aos 50 apresentados no ano passado por 12 expositores. O crescimento, especialmente de expositores, mostra o aumento do número de criadores da raça ocorrido no último ano.

Devon elege seus campeões

Jovens expositores também vencem julgamento principal

O julgamento da raça Devon ocorrido na Expointer foi marcado pela inovação. O prêmio Jovem Expositor, com a presença de 16 candidatos de 8 a 25 anos, renovou a pista. A outra novidade foi o uso de ultrassom para medir a carne e a gordura dos candidatos para apoiar a avaliação do jurado. Os jovens vencedores receberam prêmio de R$ 10 mil cada um, que foi dividido com tratadores, puxadores e criadores dos vencedores.

A Cabanha São Valentin, de Nova Prata, fez o Grande Campeão do julgamento Devon na categoria. O vencedor foi Angico 1485, Box 1303. É a 2ª vez que o touro se apresenta na Expointer. A 1ª foi em 2009, quando o exemplar foi eleito reservado de dois anos. O touro foi inscrito em nome do jovem criador Marcos Cherubini, de 11 anos, neto de Reinoldes.

A Grande Campeã foi a vaca Benedictus Zuleika, da Cabanha Santa Maria. O exemplar, que completa quatro anos em novembro, pesou quase 900 quilos e está com cria ao pé. Conforme o proprietário, Benedito Franco, é a 2ª vez que a vaca veio para a Expointer, mas este foi o 1º grande prêmio. A Benedictus Zuleika foi inscrita em nome da filha de Franco, Virgínia, de 11 anos, que ficou surpresa ao levar o prêmio Jovem Expositor na Categoria Fêmeas. “Não imaginava que ia ganhar. A partir de agora, vou ir mais para a estância acompanhar o dia a dia no campo”, disse Virgínia.

Conforme o jurado José Fernando Piva Lobato, a escolha dos campeões foi baseada em pureza racial e função. Ele destacou o uso do ultrassom para medir a área de olho de lombo, onde ficam os cortes mais nobres, e a espessura da gordura subcutânea, características que devem ser levadas em conta para se produzir novilhos de bom peso e rendimento de carcaça.

“Estamos muito satisfeitos com o resultado dos julgamentos, em que o uso da tecnologia aperfeiçoou ainda mais a definição dos melhores exemplares. Foi um momento, sobretudo, de união dos criadores. Ficamos muito felizes de ter a presença de tantas crianças, que representam nosso futuro, apresentando seus animais”, afirma Adelar Santarem, presidente da ABCD.

Campeãs Fêmeas

Reservada de Grande Campeã - Box 1321 – Expositor – Cabanha Corticeiras – Cristal

Grande Campeã - Box 1338 – Expositor –Cabanha Santa Maria – São Gabriel

Campeões Machos

Reservado de Grande Campeão - Box 1283 – Cabanha Nossa Senhora Aparecida – Caxias do Sul

Grande Campeão - Box 1303 – expositor Cabanha São Valentin - Nova Prata

Campeão Jovem Expositor Fêmeas

Box 1338 – expositora Virgínia Franco, 11 anos (Cabanha Santa Maria, São Gabriel)

Campeão Jovem Expositor Machos

Box 1303 – expositor Marcos Cherubini, 11 anos (Cabanha São Valentim, Nova Prata)


Top Devon fatura R$ 151,42 mil

Destaque para venda de animais que serão exportados para a Angola

O leilão Top Devon, realizado no dia 1/9, na Expointer, obteve faturamento de R$ 151,42 mil com a venda de 30 animais, sendo 28 exemplares rústicos, resultado 9,14% superior ao do ano passado. O evento foi marcado pela agilidade com que os lotes foram vendidos – um único lance arrematou nove fêmeas.

Um dos destaques foi a venda de seis touros para a Agroexport Ltda, de Uberaba/MG, uma das mais tradicionais companhias brasileiras especializadas na exportação de animais vivos. Conforme o presidente da empresa, Sílvio de Castro Cunha Júnior, os reprodutores serão exportados para Angola.

A média dos 16 touros rústicos foi de R$ 6.476,25. O maior preço foi o pago pelo Grande Campeão PO da Expointer, da Cabanha São Valentim, adquirido por R$ 18,2 mil.

Campeões Rústicos

No mesmo dia, foram definidos os grande campeões rústicos. O lote grande campeão de fêmeas saiu para a Cabanha Palmeira, de Camaquã/RS, de Cláudio Ribeiro. A Grande Campeã foi a fêmea de tatuagem 1292. O melhor lote de machos ficou com Armando Ribas, da Fazenda Santa Alice, de Santa Maria/RS. O melhor touro individual foi o de tatuagem 610.


Animal mais pesado da Expointer 2011 é Devon

Touro da Cabanha Santa Lúcia pesa mais de uma tonelada

A raça Devon levou novamente o título do animal mais pesado da Expointer. Neste ano, o vencedor foi o touro São Valentim 1440 (Box 1304), pertencente à Cabanha Santa Lúcia, de André da Rocha. Aos cinco anos, ele pesou 1.300 quilos. “Esse resultado é a coroação do nosso trabalho realizado por muitos anos”, afirma a proprietária da Santa Lúcia, Sueli Hoffmann.

O presidente da Associação Brasileira de Criadores de Devon, Adelar Santarem, destaca que este é o 3º ano consecutivo em que a raça leva o prêmio de animal mais pesado. “Essas conquistas evidenciam a evolução do Devon nos últimos anos como gado de elite, aprimorado em termos de aparência e qualidade”.


Devon participa da Vitrine da Carne Gaúcha

Pelo 3º ano consecutivo, a carne Devon esteve presente na Vitrine da Carne Gaúcha, uma promoção entre a Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul) e os programas de certificação de carnes do Estado, realizada no Pavilhão Internacional da Expointer. A ABCD contou com Marcelo Conceição, especialista em cortes de carne e dono da Loja de Carnes Bolinha, para apresentar a um interessado público os cortes de carne Devon, destacando as qualidades da raça em termos de acabamento de carcaça, sabor, maciez e marmoreio. “Ficamos muito satisfeitos com a nossa participação, especialmente por ser uma oportunidade de conversar diretamente com um público interessado em buscar mais informações sobre a qualidade da carne”, afirma Elizabeth Cirne Lima.