Uma edição que vale por 12. A publicação destaca análises anuais dos principais setores da pecuária brasileira.

Informação com credibilidade há 17 anos!

Confinamento

 

Em 2017, talvez se recupere um ano perdido

Bruno de Jesus Andrade*

O ano iniciou e foi conduzido sem surpresas. Desde janeiro, previa-se um ano ruim, de baixa rentabilidade para a pecuária. Foi o que ocorreu: ao longo dos meses, as expectativas sobre uma maior produção intensiva foi se esfriando, o custo de produção, elevando-se, e o consumo interno, estagnado-se.

O primeiro levantamento sobre a produção em confinamento, realizado pela Assocon no 1º trimestre de 2016, chegou a apontar leve crescimento da produção de animais confinados, na ordem de 2%. Entretanto, os dados não expressavam confiança, por alguns motivos:

– houve grande oscilação entre os entrevistados. Enquanto alguns diziam ter intenção de produzir mais animais outros estavam 100% decididos em confinar menos;

– em geral, foi encontrado maior otimismo em pequenos e médios confinamentos, que terminam animais próprios, mas que não interferem de forma relevante no valor total produzido no grupo entrevistado;

– grandes confinamentos entrevistados apresentaram intenção de reduzir em até 60% sua produção em 2016. Alguns boitéis entrevistados sequer haviam aberto suas portas para a safra de 2016;

– evidenciou-se certo descompasso entre planejamento e execução em algumas unidades, deixando claro que muitas vezes o valor projetado não condizia com a realidade de mercado colocada naquele momento;

– por outro lado, identificou-se crescimento na produção em unidades de confinamento localizadas em estados não muito tradicionais no uso desse sistema, como Pará, Tocantins e Maranhão. Além de ter sido possível identificar novas unidades na Bahia e Minas Gerais;

– adicionou-se à conta um maior custo de produção no confinamento, pelos cálculos da Assocon, 23% superior em relação a 2...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante desta revista, clique Aqui e Assine Agora!