Uma edição que vale por 12. A publicação destaca análises anuais dos principais setores da pecuária brasileira.

Informação com credibilidade há 17 anos!

Ovinocultura

 

Desafios do campo à mesa

Cadeia de ovinos e caprinos apresenta avanços nos últimos anos, mas ainda precisa de fortalecimento em aspectos que vão desde o manejo nas propriedades até a colocação dos produtos no mercado

Denise Saueressig
denise@revistaag.com.br

A caracterização da caprinovinocultura no Brasil é tão diversa quanto os seus desafios. Presente em todo o País, a atividade tem perfil variado de acordo com as particularidades regionais. A pluralidade é percebida desde o grande número de raças existentes entre os rebanhos até os produtos derivados que chegam ao consumidor.

Essa diversidade ajudou a motivar o desenvolvimento ocorrido nos últimos anos e que pode ser percebido pela introdução da atividade em áreas novas e pelo aumento de investimentos nas cadeias. Políticas públicas a partir de linhas específicas do Pronaf e a inclusão de produtos no Plano Nacional de Alimentação Escolar são exemplos de iniciativas que favorecem especialmente a carne originada na agricultura familiar. “São ações que ajudam a incrementar a renda e a ampliar a rede de parcerias e a visão negocial dos produtores”, conclui o pesquisador Klinger Magalhães, da Embrapa Caprinos e Ovinos.

Rebanho de caprinos teve incremento de 9,6% em 2015, chegando a 9,6 milhões de cabeças. Mercado é tradicional para a carne principalmente no Nordeste do País

O apoio político também vem de parlamentares que defendem a atividade no Congresso Nacional. No mês passado, por exemplo, o deputado Afonso Hamm (PP/RS) apresentou à Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Ovinos e Caprinos do Ministério da Agricultura, o Projeto de Lei nº 6.048/2016, que cria a Política Nacional de Incentivo à ...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante desta revista, clique Aqui e Assine Agora!