Uma edição que vale por 12. A publicação destaca análises anuais dos principais setores da pecuária brasileira.

Informação com credibilidade há 17 anos!

Touro de Ouro

 

ANO DE SURPRESAS

Sétima edição do Touro de Ouro mostra que nem sempre a empresa está com lugar garantido ao sol

Rastreabilidade e Leiloeiro. Em Empresa de TE/FIV, a In Vitro desbancou a Bioembryo; em Certificadora de Rastreabilidade, a Planejar cedeu lugar à Tracer; e em Leiloeiro, João Gabriel deu lugar a Adriano Barbosa no lugar mais alto do podium. Todos esses nomes brigavam por seu heptacampeonato no Touro de Ouro. Outra categoria que merece menção é a de Energéticos, a qual mostrou bastante oscilação durante o período todo, sendo ferrenhamente disputada por DSM-Tortuga, Ourofino, Bayer e Valleé, que, neste ano, emplacou um bicampeonato.

E foi nesse contexto que Eduardo Hoffmann, diretorexecutivo da Revista AG, recebeu os vencedores. “O mercado é dinâmico e as empresas têm de acompanhar o desenvolvimento e a evolução dos pecuaristas, sempre inovando e aperfeiçoando os produtos e serviços. A Revista AG, através de sua equipe e de suas páginas se integra a esse processo de melhora dos índices pecuários através da informação correta, isenta e de fácil utilização pelo produtor, ajudando a fazer uma pecuária cada vez mais produtiva”, discursa o executivo.

“O Touro de Ouro, sem sombra de dúvidas, é o mais importante e completo troféu que reconhece todos os elos da cadeia produtiva que fazem da pecuária o sucesso que ela é. A Rural e o Touro de Ouro são completamente integrados e, novamente, ficamos felizes de recepcionar todos os premiados aqui na Sociedade Rural Brasileira (SRB), que é a casa do pecuarista e do agricultor brasileiro”, reconhece Rodrigo Junqueira Castejón, diretor da SRB. “É uma satisfação estar aqui e poder, neste 5 de novembro, prestar homenagem à excelência do trabalho de todos os presentes”, emendou Henrique Mazotini, diretor-executivo da Associação Nacional dos Distribuidores de Insumo Agrícolas e Veterinários (Andav). Sem mais delongas, vamos aos premiados do Touro de Ouro 2015.


Aditivo para Núcleo, Suplemento e Ração

DSM-TORTUGA

Após dois anos longe do podium, a DSM- Tortuga retoma a estatueta da categoria “Atribuo ao resultado de nossas tecnologias, como o Fosbovi Confinamento Crina Rumistar e Bovigold Rumistar, que geram mais lucro aos nossos clientes, e também ao trabalho que fazemos diariamente ao lado dos produtores, no campo, levando informações, orientando sobre melhores práticas de manejo e nutrição, aumentando cada vez mais a produtividade da atividade pecuária”, ressalta Juliano Sabela, gerente de Marketing da DSM-Tortuga.

A categoria Aditivo para Núcleo, Suplemento e Ração inaugurou a premiação, entregue a Leandro Souza Ferreira, da DSM- Tortuga, por Eduardo Hoffmann


Proteinado

DSM- TORTUGA

“E não paramos por aí. Para 2016, estamos preparando várias novidades. Continuamos nossos trabalhos de inovação, através de várias pesquisas em nossos centros experimentais e diversas universidades renomadas, para lançar no mercado novas tecnologias para aumentar, cada vez mais, o lucro de nossos clientes. Aproveito para agradecer à Revista AG. É o reconhecimento do mercado, através dos leitores da revista, para as empresas que são relevantes e geram valor para os produtores rurais, e contribuem para o desenvolvimento do agronegócio brasileiro. Isso nos motiva”, assinala Juliano Sabela, da DSM-Tortuga.

Rodrigo Castejón entrega a Leandro Souza Ferreira o Touro de Ouro da catergoria Proteinado, vencido pela DSM-Tortuga


Ração

SUPRA

“É um privilégio receber mais uma vez essa premiação. Há um ano e meio entrou em operação a mais nova fábrica do grupo, em Rio Claro/ SP, que era um sonho antigo e que consumiu investimentos de R$ 50 milhões. Essa planta ainda possui muito espaço para crescer. É nesse ponto que redobraremos os esforços em 2016. Hoje, temos sete plantas no Brasil, sendo três no Rio Grande do Sul, uma em Santa Catarina, uma no Paraná, uma em Goiás e esta inaugurada no interior paulista”, afirma Antônio Carlos Maraffa, supervisor de Vendas da Supra.

Na Categoria Ração, Antônio Carlos Maraffa, da Supra, recebe Touro de Ouro das mãos de Rodrigo Castejón


Sal Mineral

DSM-TORTUGA

“Esta é uma das categorias que são verdadeiras metonímias. A DSM fez investimentos em diversas áreas. As mais importantes foram no aumento e no treinamento das equipes técnicas e comercial, ampliação da capacidade produtiva das fábricas - só nessa área investimos mais de 30 milhões de dólares - e no lançamento de novos produtos, com tecnologias exclusivas, como o Crina e Rumistar, que trazem um grande impacto no aumento da produtividade de carne e leite”, define Juliano Sabela, da DSM-Tortuga.

Leandro Souza Ferreira, da DSM- Tortuga, retorna para receber o Touro de Ouro da categoria Sal Mineral concedido por Henrique Mazotini


Antibiótico

ZOETIS

“Já faz um bom tempo que a Zoetis vence três categorias no Touro de Ouro (Antibióticos, Dispositivos para IATF e Vacinas). Isso porque são três segmentos nos quais a empresa é líder, trazendo com frequência novas tecnologias, desde antibióticos mais consagrados, como o Terramicina, até os de última geração, no caso do Draxxin. Então, nós atuamos, todos os anos, determinados em disponibilizar tecnologias inovadoras aos pecuaristas, porque esse é o segredo de ter um produto melhor e que leve maior competitividade à pecuária nacional”, contabiliza André Fernandes, gerente de Produto Bovinos e Equinos da Zoetis.

A Zoetis, representada por André Fernandes, é laureada por Eduardo Hoffmann na categoria Antibióticos


Antimastítico

MSD SAÚDE ANIMAL

“Esta premiação mostra, mais uma vez, que a Unidade está no caminho certo. Os produtos vencedores, o Ciosin e Mastijet Forte, consagram um portfólio completo, aliados à assistência diferenciada dos nossos colaboradores nas fazendas. Em relação ao Mastijet Forte, posso dizer que é um produto com dez anos no mercado nacional e resultante de uma associação de diferentes antibióticos e um anti-inflamatório que confere uma rápida cura visual e alívio ao animal”, conclui Dênis Alves Antônio, gerente de Produtos da Linha Reprodutiva da MSD.

MSD conquistou o Touro de Ouro da categoria Antimastítico, entregue a Dênis Alves Antônio por Henrique Mazotini


Carrapaticida

OUROFINO

“O agronegócio é o setor que move o País, então, tem que ter fomento nesse mercado que é importantíssimo para toda a cadeia produtiva. A Ourofino obteve resultados satisfatórios, mesmo com a crise econômica. Em 2008, tivemos um crise dessa magnitude e a pecuária se manteve firme e espero que ocorra o mesmo nos próximos anos. A empresa é muito dinâmica, tanto que somente em 2015 tivemos seis lançamentos, e estamos planejando novos produtos para os próximos anos”, prevê Paulo Eduardo Canedo Nabas, coordenador do departamento de Criação da Ourofino.

O Touro de Ouro da categoria Carrapaticida trouxe como destaque a Ourofino, recebido por Paulo Eduardo Canedo de Rodrigo Castejón


Dispositivos IATF

ZOETIS

“Neste segmento de inseminação, a Zoetis também desponta por meio de grupos de treinamentos de veterinários e uma parceria fechada há um ano com a Syntex, da Argentina, empresa também muito respeitada por lá, da qual comercializamos os produtos no Brasil. A essência da Zoetis está na qualidade e na força da equipe de campo, com ótimo atendimento ao nosso consumidor final, o pecuarista. Não adianta nada investir em tecnologia se não mostrar o passo a passo de como se utiliza o produto na propriedade”, destaca André Fernandes, da Zoetis.

A Zoetis, de André Fernandes, também ficou com o Touro de Ouro da categoria Dispositivos para IATF, concedido por Henrique Mazotini


Energéticos

VALLÉE

“Mais uma vez é uma grande satisfação receber o prêmio em se tratando da lembrança dos pecuaristas, que é o nosso principal ativo. Então, para a Vallée, o que realmente vale a pena é a satisfação e o resultado garantido para o seu cliente final, o produtor rural. Essa categoria atribuímos ao MOV, o modificador orgânico da empresa, produto líder e presente no mercado há 30 anos, sempre apoiando os resultados positivos da pecuária brasileira”, atribui o gerente de Marcas da Vallée, Leonardo Belli.

Leonardo Belli, da Vallée, é homenageado por Eduardo Hoffmann com o Touro de Ouro da categoria Energéticos


Estimuladores de Cio

MSD

“O Ciosin é uma marca pioneira com a molécula prostaglandina há mais de 40 anos. É um produto muito respeitado. Está entre os líderes de vendas e não é à toa que é a mais lembrada por ser sinônimo de qualidade. Nós atribuímos tudo isso à tradição e à qualidade da empresa, através do seu padrão de qualidade na matéria-prima, no produto acabado e no trabalho da equipe de campo. Essa é uma demonstração do comprometimento da MSD, que visa sempre contribuir para o crescimento da pecuária brasileira e garantir o aumento da eficiência na produção de carne e do leite”, garante Dênis Alves Antônio, da MSD.

Dênis Alves Antônio, da MSD, recebe mais um Touro de Ouro das mãos de Eduardo Hoffmann; agora na categoria Estimuladores de Cio


Vacinas

ZOETIS

“Com relação ao Touro de Ouro na categoria Vacinas, nós o conquistamos com a Cattle Master, uma vacina totalmente diferenciada. Ela é inovadora e o mercado vem reconhecendo sua eficácia a cada dia. Entre os principais destaques desse produto cito a imunidade fetal, pois é uma vacina que consegue proteger tanto a vaca quanto o feto contra a rinotraqueíte infecciosa bovina (IBR) e a diarreia viral bovina (BVD), doenças de cunho reprodutivo e de grande impacto econômico na pecuária brasileira”, observa André Fernandes, da Zoetis.

André Fernandes, da Zoetis, recebe mais vez o Touro de Ouro da categoria Vacinas, de Rodrigo Castejón


Vacina Aftosa

MERIAL

“É um prazer muito grande sermos reconhecidos novamente em duas categorias tão importantes. Na Vacina Aftosa, a marca Aftobov, uma marca muito reconhecida pelos criadores de gado, por sua qualidade e, principalmente, pelo baixo índice de reação vacinal após a vacinação, portanto, um medicamento muito prestigiado no Brasil. É um produto de qualidade e que ajuda os produtores a produzir mais e melhor. Para nós, é fantástico sermos reconhecidos pelos produtores nessas duas categorias do Touro de Ouro”, celebra Pedro Luiz Bacco, diretor de Operações em Grandes Animais da Merial.

A Merial, representada por Pedro Bacco, ficou com o Touro de Ouro da categoria Vacina Aftosa, contemplada por Eduardo Hoffmann


Mosquicida

OUROFINO

“A empresa não trabalha só produto, ela está engajada também em serviços como sanidade animal, ou seja, o produto é apenas o veículo de todo esse trabalho que realizamos no campo. Em outras palavras, fazemos questão de demonstrar, na prática, o nosso conhecimento para que o pecuarista saiba utilizar da maneira correta os medicamentos e capacitando o mesmo a fazer o manejo correto, vindo a obter o melhor resultado para si e para toda cadeia produtivo. Esse prêmio é um recall e nos sentimos gratificados”, esplana Paulo Eduardo, da Ourofino.

Paulo Eduardo Canedo, da Ourofino, retorna à mesa para receber o Touro de Ouro da categoria Mosquicida, entregue por Henrique Mazotini


Vermífugo

MERIAL

“Prêmio muito importante porque, hoje, a Merial tem nos vermífugos uma das linhas mais completas do mercado, atuando tanto sobre endo como ectoparasitas; é muito bom quando nós percebermos que o pecuarista reconhece as marcas Merial. O Ivomec é uma marca consolidada e também estamos trazendo para o mercado brasileiro outro produto muito reconhecido mundialmente, que é o Eprinex. Ele possui carência zero para os bovinos de corte e leite, estando aliado ao momento vivido pelo Brasil, na questão dos resíduos. É o cliente mais preocupado com produtividade e a qualidade”, resume Pedro Bacco, da Merial.

Alessandro Lima recebe das mãos de Rodrigo Castejón mais um Touro de Ouro para a Merial; dessa vez, na categoria Vermífugo


Empresa de Inseminação Artificial

CRV LAGOA

“É uma satisfação imensa ter o Touro de Ouro de Inseminação Artificial de volta. É uma satisfação saber que nossos clientes nos elegeram no segmento de melhoramento genético. Buscamos sempre o melhor ao criador, para que ele faça uma gestão inteligente do rebanho e para que tenha eficiência sempre. O mercado de inseminação artificial no Brasil tem crescido bem, especialmente no segmento de gado de corte, alavancado muito pelo setor de cruzamento industrial, onde está a maior demanda por sêmen”, avalia Adriana Zaia, gerente de Marketing da CRV Lagoa.

Adriana Zaia é agraciada por Henrique Mazotini no Touro de Ouro da categoria Empresa de Inseminação Artificial


Empresa de TE e FIV

IVB IN VITRO BRASIL

“Para nós, esse prêmio significa a consolidação do excelente trabalho desempenhado junto à modernização e fixação de marca iniciadas em 2013. A IVB investe em pesquisa e desenvolvimento, formação profissional, equipamentos e busca manter um equilíbrio entre todos os setores da empresa. Em fevereiro deste ano, o Grupo Genus, que também detém a marca ABS, adquiriu 51% das ações da IVB. De lá para cá, as equipes de liderança de ambas as empresas trabalham juntas incansavelmente”, avalia Matheus Silvério de Oliveira, do departamento de Marketing da In Vitro (IVB).

Matheus Silvério de Oliveira comemora o primeiro Touro de Ouro da In Vitro Brasil, entregue por Rodrigo Castejón


Assessoria Genética

FF VELOSO & DIMAS ROCHA

“O item importante que eu avalio é a especialização nos reprodutores taurinos, sejam eles Angus, Hereford, Brangus ou Braford. É uma genética que teve um crescimento muito grande nos últimos anos e não está restrita apenas à Região Sul do Brasil. Como o nosso trabalho está vinculado a isso há nove anos, o produtor tem uma grande identificação conosco. Além disso, prestamos serviços de assessoria aos pecuaristas na produção de touros e na comercialização e aquisição desses animais melhoradores”, entende Fernando Velloso, sócio-proprietário da FF Velloso & Dimas Rocha Assessoria Agropecuária.

Fernando Velloso é contemplado por Rodrigo Castejón com o Touro de Ouro da categoria Assessoria Genética, pela FF Velloso & Dimas Rocha Assessoria Agropecuária


Certificadora de Rastreabilidade

TRACER

“A Tracer, além de ser uma pioneira, possui clientes com quase 15 anos de parceria. A transparência e a visão dos clientes contribuíram muito para o crescimento da empresa. Além de automatização de processos, temos investido nos colaboradores. Não só nos aspectos de capacitação, mas também na visibilidade de um futuro mais promissor. O Touro de Ouro já é uma referência no Agronegócio Brasileiro, e, mais que isso, o próprio Guia do Criador tornou-se um ‘guia de compras’ para os criadores”, analisa Jorge Gomes, diretor da Tracer.


Frigorífico

JBS

“É um prêmio muito importante para nós da JBS, já é o sétimo ano consecutivo que ganhamos o Touro de Ouro. O Eduardo Hoffmann até brincou que essa conquista não tem mais relevância para nós. Digo que muito pelo contrário; é muito importante esse reconhecimento. Fazemos questão de estarmos presentes e ficamos honrados em fazer parte desse time campeão. A JBS está apostando muito na questão de relacionamento com o pecuarista e trabalhar em conjunto com toda cadeia, para o setor estar unido em um bem comum”, Vanessa López , especialista em Marketing do JBS.

Na categoria Frigorífico, Rodrigo Castejón presenteia Vanessa López com o Touro de Ouro da JBS


Leiloeira

PROGRAMA LEILÕES

“Buscamos sempre os melhores índices de comercialização e liquidez nos leilões, sempre com foco no resultado. Para isso, buscamos a contínua melhoria dos processos e serviços, cuidando de cada detalhe, sem deixar de lado o relacionamento e o atendimento ágil e eficiente, tanto nos eventos como nas questões burocráticas do negócio. Para 2016, reforçaremos nossa participação na web, com o ProgramaShop, uma ferramenta para anúncios de animais, e o Remate Web, uma alternativa de baixo custo para a transmissão de leilões pela Internet”, antecipa Paulo Horto, proprietário da Programa Leilões.

Guillermo Sanchez foi o representante da Programa Leilões, que conquistou o Touro de Ouro na categoria Leiloeira; laureado por Eduardo Hoffmann


Leiloeiro

ADRIANO BARBOSA

“É interessante receber um reconhecimento pelo trabalho feito em prol da pecuária brasileira, ou seja, viajando, comentando os lotes e remates, aproximando polos compradores dos polos vendedores e vendendo gado pelo Brasil afora. E é muito mais gratificante vir de uma empresa com a tradição da Editora Centaurus, uma empresa que completou 70 anos de tradição na Revista A Granja e 18 anos na Revista AG, buscando e levando informações ao agricultor e ao pecuarista. Empresas como essas é que fazem forte o agronegócio nacional. Estão de parabéns por prestigiar os agentes transformadores dessa cadeia”, elogia o leiloeiro Adriano Barbosa.

Adriano Barbosa comemora o primeiro Touro de Ouro na categoria Leiloeiro; saído das mãos de Henrique Mazotini


Arame

BELGO BEKAERT

“Atribuo este prêmio ao investimento em marketing, qualidade e serviços ao consumidor, presentes no DNA da empresa. A Belgo dedica-se constantemente à tecnologia, à pesquisa de mercado e à qualidade de produtos, visando sempre atender as necessidades dos consumidores. Essa iniciativa da Revista AG em conceder o Touro de Ouro é excelente, pois reconhece as empresas presentes na memória e na vida dos clientes”, conclui Gustavo Nogueira, gerente de Vendas da Belgo Bekaert, que ainda disse que novidades vêm por aí.

Eduardo Hoffmann entrega o Touro de Ouro da categoria Arame para Gustavo Nogueira, da Belgo Bekaert


Balança

TRUTEST

“É uma honra estarmos aqui. Conhecemos o trabalho da AG desde o tempo que integrava a Revista A Granja. Ela sempre traz informação de muita consistência para o setor. Vejo a AG entre as melhores linhas editoriais em termos de revista agropecuária no Brasil. Conheço o trabalho de toda a equipe e, para nós, é um orgulho ser reconhecido pelos leitores que identificam nossas marcas e veem produtos que realmente possuem fundamento técnico”, Luís Müller, diretor da Trutest no Brasil.

Luís Müller, representando a Trutest, é laureado com o Touro de Ouro da categoria Balança por Eduardo Hoffman


Brincos

ALLFLEX

“Nós acreditamos que o empenho da Allflex totalmente direcionado à qualidade dos produtos e ao atendimento aos clientes nos levou a esse importante prêmio do agronegócio brasileiro. Já é o sétimo ano consecutivo que empresa leva o Touro de Ouro para casa e esperamos manter esse prestígio dos leitores da AG por muitos anos. Investimos uma grande porcentagem do nosso faturamento em desenvolvimento e tecnologia, então, todo ano apresentamos alguma novidade para ajudar o pecuarista a identificar o rebanho da melhor maneira”, conta Calebe Moreno, coordenador de Marketing da Allflex.

De Eduardo Hoffmann, Calebe Moreno, da Allflex, aceita o Touro de Ouro da Categoria Brincos


Cerca Elétrica

SPEEDRITE

“É uma satisfação enorme receber o Touro de Ouro, assim como para toda a equipe que está no dia a dia. Nós compreendemos o atual contexto da pecuária e podemos agregar valor à produção com o fornecimento de produtos de qualidade e tecnologias que facilitem a gestão do negócio, o manejo na fazenda, a Integração Lavoura-Pecuária e a intensificação do processo produtivo. A empresa oferece ferramentas e suporte ao produtor no uso de cercas elétricas, balanças eletrônicas e sistemas de pesagem com identificação eletrônica”, atesta Luís Alberto Müller, diretor da Speedrite no Brasil.

Luís Müller, desta vez represantando a Speedrite, recebe de Henrique Mazotini o Touro de Ouro da categoria Cerca Elétrica


Cocho

PRÁTICO DE GARÇA

“Atribuo a premiação ao trabalho contínuo de toda equipe do Prático de Garça para oferecer um cocho móvel de qualidade, diferenciado e que atenda as perspectivas dos pecuaristas. Tivemos um crescimento de 15% em 2015 e também comemoramos muitas conquistas. Passamos a comercializar produtos em estados nos quais não tínhamos penetração e também temos a concessão da comercialização da Régua de Manejo e do Vetscore, tecnologias da Embrapa, inclusive vendendo a outros países”, noticia Gabriel Alberto Kerbauly, diretor-executivo da Prático de Garça.

Gabriel Alberto Kerbauly é prestigiado com o Touro de Ouro da categoria Cocho por Rodrigo Castejón, pela Prático de Garça


Herbicida para Pastagem

DOW AGROSCIENCES

“O pecuarista está cada vez mais atento aos resultados de produtividade e, por isso, busca tecnologias que o auxiliem nesse processo. Esse reconhecimento representa a confiança do setor agropecuário em nossas soluções, seja na forma de produtos, serviços, rede de distribuição ou corpo técnico, ferramentas que contribuem na conquista desses importantes indicadores de resultados. Receber o Touro de Ouro é uma honra para nós”, salienta Felipe Daltro, gerente de Marketing da Linha Pastagem da Dow AgroSciences

Eduardo Hoffmann concede o Touro de Ouro da categoria Herbicida para Pastagem a Catarina de Lacerda Bretas, representante da Dow Agrosciences


Ordenhadeira

DELAVAL

“A DeLaval tem mais de 130 anos de experiência e inovação na produção de leite, contribuindo para tornar a pecuária de leite profissional. Acreditamos que o produtor reconhece essa tradição da empresa, que busca ser pioneira. A empresa trouxe as maiores tecnologias da pecuária de leite como, por exemplo, o equipamento VMS™ (sistema de ordenha robotizada), hoje instalado em seis propriedades brasileiras. Além disso, inauguramos a nossa fábrica de químicos própria em Jaguariúna/SP”, avisa Raquel Gonzaga, responsável de Marketing da DeLaval.


Sementes de Pastagens

MATSUDA

“Em nome da empresa, agradeço aos produtores que se lembraram do nome Matsuda por mais este ano. Somos uma empresa que sempre está inovando e se foca em lançamentos. Tanto é que em um período de dez anos de pesquisas lançamos duas cultivares, a MG 12 Paredão, que é um Panicum e a MG 13 Braúna, uma Brachiaria, que chegaram oficialmente ao mercado no primeiro semestre. Mas não paramos por aí. No ano que vem teremos mais novidades, uma variedade de Andropogon, para propriedades localizadas em áreas secas, e uma de Setária, para fazendas situadas em regiões de área úmida”, agradece Lucy Sammy, representante da Matsuda.

Lucy Sammy mostra o Touro de Ouro recebido pela Matsuda na categoria Sementes de Pastagem. Entregou Henrique Mazotini


Seringas/Pistolas

HÖPPNER

“Esse Touro de Ouro conquistado é fruto de todo o trabalho desenvolvido ao longo desses 70 anos. O nosso segredo é sempre desenvolver aquilo que há de melhor para o pecuarista. A meta é sempre manter qualidade e sempre passar a confiança de que o melhor produto está sendo adquirido. A Höppner possui um funil de qualidade bem rigoroso, que começa já na compra de matériaprima, que é oriunda de fornecedoras tradicionais e de grandes empresas do Brasil, além de exercer um rígido controle de produção”, declara Roberto Fontana, diretor Geral da Aparelhos Veterinários Höppner.

Roberto Fontana recebe Touro de Ouro da Höppner na categoria Seringa-Pistola, entregue por Rodrigo Castejón


Tronco/Brete

COIMMA

“A Coimma, nos últimos anos, investiu grande parte da receita em pesquisa e desenvolvimento, uma vez que teve a percepção de que a pecuária está em constante transformação cultural e econômica. Dentro de um planejamento estratégico, priorizamos a criação e o fortalecimento dos departamentos ligados à aprendizagem e à inovação, seja nas áreas ligadas à engenharia eletrônica ou mecânica, trazendo, inclusive, para dentro de casa, uma engenharia exclusiva de materiais. Para 2016, nossa novidade será a KM3 Plus, primeira balança eletrônica bovina com tela touch screen do mercado”, confidencia Paulo César Dancieri Filho, diretor de Desenvolvimento das Balanças Coimma.

Eduardo Pereira, representando a Coimma, recebe de Eduardo Hoffmann o Touro de Ouro da categoria Tronco-Brete


Colhedora de Forragem

JF MÁQUINAS

“A JF sempre investiu muito em qualidade no País e nos cinco continentes. Nos últimos anos, além de manter esse foco, dedicou-se a otimizar o parque de máquinas operatrizes, a fim de deixar toda a fábrica adequada às normas regulamentadoras, a exemplo da NR 12, imposta pelo Ministério do Trabalho e Emprego. Com isso, garantimos maior segurança aos colaboradores. Desde 1981, a empresa contribui para que os produtores de leite obtenham os melhores resultados”, destaca Celso Trevensoli, gerente de Vendas da JF Máquinas.

Celso Trevensoli, da JF Máquinas, é agraciado por Henrique Mazotini com o Touro de Ouro da categoria Colhedora de Forragem


Conjunto de Fenação

NOGUEIRA

“Atribuo essa conquista aos pecuaristas que durante o ano todo compraram os nossos produtos. Sem eles, não estaríamos na frente das pesquisas. A Nogueira, atualmente, faz parte de um grupo chamado NB, uma fusão realizada em 2013 entre a empresa e a Bright da JF, o que recaiu também sobre diversos investimentos na fábrica, tanto na produção de máquinas como na parte de marketing e vendas. Entre os principais investimentos desse pós-fusão das marcas, cito os Vagões Misturadores, em que temos uma nova linha de produção voltada a desenvolver opções de 12, 16 e 19 metros cúbicos”, esclarece Márcio Ednei, supervisor de Vendas da Nogueira na região de Goiás.

Márcio Ednei ostenta o Touro de Ouro da Nogueira na categoria Conjunto de Fenação, laureada por Eduardo Hoffmann


Distribuidor/Misturador para Silagem e Ração

CASALE

“Lançamos um equipamento chamado Feeder SC, projetado para suplementação de bovinos a pasto ou em semiconfinamento. É um sistema que utiliza balança eletrônica e GPS, uma tecnologia única no mundo. Além de gerar maior produtividade, a tecnologia permite o controle absoluto da distribuição de alimentos, que antes era feita de forma precária, em sacos ou equipamentos adaptados. Como costumo dizer, o alimento que passa dentro da máquina no ano tem valor dezenas de vezes maior que o do próprio equipamento. E se o produtor desperdiçar de 2 a 3% da ração, estará perdendo uma fortuna”, compara o proprietário Celso Casale.

Celso Casale conquista mais uma vez o Touro de Ouro na categoria Distribuidor-Misturador de Silagem e Ração, entregue por Rodrigo Castejón


Vagão Forrageiro

CASALE

“A Casale, pelo sétimo ano consecutivo, felizmente tem conseguido receber o troféu Touro de Ouro. Para nós, essa honraria é importante porque demonstra o reconhecimento do mercado à qualidade da marca Casale. A nós é estimulante e ao mesmo tempo nos dá muita responsabilidade, ou seja, temos de continuar atendendo as necessidades dos clientes e respondendo à confiança do pecuarista brasileiro. A Casale é uma empresa que se destaca por oferecer tecnologia de nível superior voltada para pecuária intensiva”, agradece Celso Casale, proprietário da companhia de capital nacional.

Auda Casale encerra as premiações do Touro de Ouro com o prêmio da categoria Vagão Forrageiro; das mãos de Henrique Mazotini


35 categorias diferentes são homenageadas no Touro de Ouro