Uma edição que vale por 12. A publicação destaca análises anuais dos principais setores da pecuária brasileira.

Informação com credibilidade há 17 anos!

Notícias do Angus

Angus Brasil é vencedora do Prêmio Produz Brasil na categoria “Parceria Fornecedor-Produtor”

A Associação Brasileira de Angus (ABA) é a grande campeã do prêmio Produz Brasil na categoria “Melhor Integração Fornecedor-Produtor”, com o case de sucesso do Programa Carne Angus Certificada.

“Receber este prêmio foi uma grande honra para a associação, pois sinaliza que, além de estarmos rumo ao reconhecimento da raça frente aos produtores consumidores, nosso objetivo em unir todos os elos da cadeia produtiva da carne está sendo alcançado”, explica Paulo de Castro Marques, presidente da Associação Brasileira de Angus. Este prêmio é uma iniciativa inédita que visa a reconhecer as ações ambientais e sociais de empresas ligadas aos diferentes segmentos do agronegócio.

O Programa Carne Angus Certificada conta, desde junho de 2007, com reconhecimento e credibilidade internacional, conferido pela Certificadora AUSMEAT, líder mundial em processos de padronização de frigoríficos, por meio do selo de Certificação AUSQUAL. “Este reconhecimento é fruto de um longo trabalho de treinamento da equipe, padronização e qualificação do processo de certificação da Angus, que hoje possui um Sistema de Gestão pela Qualidade em padrões Internacionais. Este selo abre as portas para a carne certificada pela ABA aos mais exigentes mercados do mundo”, pontua Fábio Medeiros, subgerente Angus do Programa de Carnes da Associação.


Parcial da avaliação de touros Angus/Embrapa Pecuária Sul supera expectativa

A ABA divulga os primeiros resultados da 2ª Prova de Avaliação a Campo de Reprodutores Angus, que realiza em parceria com a Embrapa Pecuária Sul, de Bagé/RS.

Os 21 tourinhos, com idade média de um ano, iniciaram o teste em 26 de agosto, ocasião da primeira pesagem, com peso médio de 286,95 kg. Já em 21 de outubro, na terceira aferição, esses mesmos animais apresentaram peso médio de 367,43 kg. “Resumindo, o ganho médio diário de todos os animais durante os quase dois meses de prova foi de 1.437 kg”, informa Jean Soares, assistente técnico da Angus.

O teste conta com apoio do Núcleo Bageense de Criadores de Angus e é coordenado pelos pesquisadores da Embrapa, Fernando Cardoso e Joal Brazzale Leal. Até maio de 2012, quando se encerra a prova, os machos serão avaliados em suas características de desempenho e performance animal, de fenótipo como conformação frigorífica, precocidade de terminação e musculosidade, além de área de olho de lombo, espessura de gordura subcutânea e marmoreio.

Participam do II Teste de Avaliação a Campo de Touros Angus, 21 animais de 13 propriedades de oito municípios do Rio Grande do Sul. Da cidade de Santa Vitória do Palmar, as Cabanhas Santa Joana e Santa Amélia, Agropecuária Albardão e Estância Tradição. De Dom Pedrito, Cabanha Acácia e Fazenda da Barragem. Do município de Bagé, Fazenda do Baú e do Salso. E, finalizando, a Agropecuária Proteção (Rio Grande), Estância Santa Eulália (Pelotas), Cabanha Santa Nélia (Jaguarão), Cabanha dos Tapes (Tapes) e Fazenda Reconquista (Alegrete).

O teste conta com a parceria de CRI e Acatak e apoio da Speedrite e Tortuga.


Touro vencedor Angus CP CRV Lagoa tem genética nacional

Entre abril e setembro de 2011, 34 animais da raça Angus de diferentes localidades do Brasil participaram do Centro de Performance da CRV Lagoa, que teve apoio ABA, com objetivo de disponibilizar a pequenos, médios e grandes criadores a avaliação de animais jovens com perfomance superior em sistema de confinamento, além de características de qualidade de carcaça e racial, servindo também como fonte de touros jovens para o teste de progênie no programa PAINT, da CRV Lagoa.

Os animais Angus inscritos no CP CRV Lagoa foram avaliados pelo desempenho em várias características e ficaram em confinamento durante 200 dias. “É importante ressaltar que todos eles, além de serem testados nas mesmas condições de manejo, atendem todas as necessidades da pecuária de corte moderna”, explicou Cristiano Leal, gerente de taurinos de corte da CRV.

Dentre os animais participantes da raça Angus, o touro Catanduva 1640, dos pecuaristas Fábio e Fabiana Gomes, da Cabanha Catanduva (Cachoeira do Sul/RS) foi o Grande Campeão Angus do Centro de Performance.

“De todos os animais, esse touro foi o que mais se destacou nas 12 características avaliadas, sendo superior, principalmente, nas características econômicas, como Ganho de Peso, Ganho Médio Diário, Circunferência Escrotal, Área de Olho de Lombo, Espessura de Gordura Subcutânea, Conformação e Tipo Racial”, enumera o gerente.

O Touro Catanduva 1640 tem genética diferenciada e provém de uma das mais conceituadas cabanhas da raça no Rio Grande do Sul. “O resultado superior em todas as categorias serviu para provar que o trabalho de mais de 20 anos de seleção de nossa cabanha está certo”, disse Fabiana Gomes, diretora da Catanduva.

Leilão CP Lagoa – A CRV Lagoa organizou em 22 de outubro o 5º Leilão Virtual do Centro de Performance da CRV Lagoa, que arrecadou R$ 492.940,00, com média geral de R$ 12.283,08 para os 400 touros jovens, provenientes de 117 criadores de 12 estados.

A ABA, uma das apoiadoras do Centro de Performance da central de genética, participou com seis animais inscritos, arrecadando R$ 119.760,00, com média de R$ 18.651,42, alcançando as maiores médias do leilão, seguido pelo Brangus (R$ 16.320,00), Guzerá (R$ 13.920,00), Nelore (R$ 11.053,33), Tabapuã (R$ 7.392,00) e Brahman (R$ 6.480,00).

O lote Angus mais valorizado foi o de Valdomiro Poliseli Junior, o touro VPJ Black Bryan, que foi arrematado por R$ 50.400,00. Seguindo pelo touro campeão do Centro de Performance, Catanduva 1640, da Cabanha Catanduva, que saiu por R$ 48 mil. Na sequência, foram arrematados os touros da FLS Angus Itu (R$ 5.760,00), Walter Szortika Tessmann (R$ 5.280,00), Adriano José Meirinho (R$ 5.280,00) e Renato Segura Ramires Junior (R$ 5.040,00).


Grupo Marfrig apresenta nova tabela de bonificação para animais do Programa Carne Angus Certificada no RS

Aproveitando o ótimo momento da Raça Angus no cenário nacional, puxado pela demanda do consumidor por carne Angus Certificada, o Grupo Marfrig lança a nova tabela de premiação para animais participantes do Programa Carne Angus Certificada no Rio Grande do Sul.

“Com a nova tabela, a premiação chega a 10% de acréscimo para macho ou fêmea que estiver dentro das características propostas pela certificação”, contabiliza Fábio Medeiros, subgerente da ABA e coordenador do programa.

A nova planilha proposta pelo Grupo Marfrig aumentou de 1 a 2% a premiação das categorias que tem qualidade superior.

“O Marfrig busca por meio da melhora da bonificação dos animais jovens até 4 dentes, com acabamento de gordura de 3 mm a 10 mm e peso de carcaça acima de 240 kg, indicar ao produtor como aumentar a rentabilidade de seu negócio”, explica Diego Brasil, gerente de fomento da Marfrig no RS.

De acordo com o gerente de fomento, a nova tabela busca mostrar ao produtor que o mercado valoriza a demanda por carne Angus de qualidade. “Se o produtor quer buscar a rentabilidade máxima do seu negócio, saberá que tipo de animal ele deverá produzir”, aconselha Brasil.

Sobre a nova tabela, Diego Brasil não tem dúvida quanto à adesão de novos produtores ao programa de certificação da associação do Angus. “A motivação já existe com o trabalho que vem sendo realizado em conjunto com os produtores, o que estamos fazendo é aperfeiçoar o trabalho de premiação e adequá-lo às demandas do mercado”.

“Pelo histórico do Programa de Carne Angus Certificada no Marfrig, temos notado crescimento no número de animais que se enquadram nesta tendência de maior valorização, demonstrando claramente que o produtor se motiva em melhorar sua remuneração”, pondera Reynaldo Salvador, diretor do Programa Carne Angus Certificada da associação.


Frigorífico Silva amplia bonificação para Programa Carne Angus Certificada

O Frigorífico Silva lançou no começo do mês de novembro a nova tabela de bonificação para os animais inseridos no Programa Carne Angus Certificada e abatidos na planta de Santa Maria/RS.

“Antes as bonificações eram de 3%, 4%, 5% e 6%. Com a nova tabela, os produtores serão bonificados em 3%, 7%, 8% e 10%, respectivamente, pela entrega de animais abatidos dentro das especificações técnicas do programa para o mercado interno”, explica Diogo Soccal, chefe de compra de Gado do Frigorífico Silva.

Para Reynaldo Salvador, diretor do programa de certificação, o novo sistema de premiação representa um forte indicativo da melhora nas relações de mercado entre indústria e pecuarista, e mais uma vitória conquistada pela carne de qualidade Angus.

“A demanda e valorização crescente da Carne Angus Certificada tem permitido a valorização da raça em todos os elos da cadeia produtiva. Na indústria, as bonificações para machos já chegam a 10% e para as fêmeas próximas a 16%, dependendo da diferença de base entre os sexos. Sem dúvida, temos um avanço e mais uma demonstração ao produtor de que a produção de animais Angus de qualidade é o caminho certo a seguir”, pontua Fábio Medeiros, subgerente da ABA – Programa Carne Angus Certificada.

Parceiro da ABA desde 2009, o Frigorífico Silva é um dos pioneiros no que diz respeito à valorização de machos e fêmeas na mesma base de preço no Rio Grande do Sul.

“Este é um importante passo ao fortalecimento de nossa relação com os fornecedores de animais Angus de qualidade. Acreditamos no programa e no engajamento do produtor na criação. Com esse aumento, além de aumentar nossa fatia no mercado, esperamos dobrar o abate de animais inseridos no programa, que, hoje, beira a mil carcaças por mês”, aludiu Soccal.

A partir de agora este mesmo novilho, que recebia um adicional de 4% aos 220kg, passa a receber 7%, com a vantagem de poder ser abatido aos 200kg. “Além dessa valorização, o frigorífico bonifica também fêmeas e suas cruzas, fazendo delas um novo nicho de mercado”, finaliza Salvador.