A Granja do Ano – 33 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Adubos e Corretivos

 

NUTRIÇÃO para a planta crescer

Serviços e tecnologias da Yara permitem adubação personalizada de acordo com as necessidades do produtor

A Granja do Ano - O Brasil é um grande consumidor, mas também é um grande importador de adubos. Como a Yara trabalha para ampliar a oferta de fertilizantes no mercado nacional?
Lair Hanzen -
Com um faturamento de R$ 8,5 bilhões em 2014, a Yara Brasil representa 1/4 da receita global da Yara International, sendo um país muito estratégico para a companhia. Para aumentar a sua produção e consequentemente ampliar a oferta de fertilizantes no mercado nacional, a empresa tem intensificado os investimentos no País. Exemplos disso são a aquisição, em 2012, dos ativos de fertilizantes da Bunge por US$ 750 milhões, em uma operação que a tornou líder no mercado nacional; a compra de 60% de participação da Galvani (US$ 318 milhões), empresa que atua na mineração de rocha fosfática e na produção de fertilizantes fosfatados; e os aportes nas unidades – em abril de 2014 a unidade misturadora de Porto Alegre/RS foi reinaugurada e, em novembro do mesmo ano foi inaugurada em Sumaré/SP a mais moderna unidade misturadora de fertilizantes do País (R$ 115 milhões).

Como você avalia o desempenho da empresa este ano?
Tradicionalmente, no primeiro semestre do ano, os agricultores antecipam a compra de fertilizantes, o que por conta da incerteza de alguns fatores – como o câmbio, o crédito rural e as variações nos preços das commodities agrícolas – não aconteceu em 2015. Acreditamos que as vendas serão retomadas no segundo semestre, mas, de qualquer forma, a Yara está comprometida com a agricultura brasileira independentemente das variações habituais do mercado.

E quais as perspectivas para a safra 2015/2016, considerando também os cenários da economia e da agricultura nacional?
Apesar de a economia brasileira passar por um momento de estagnação, temos a convicção de que, após esse período, o setor voltará a crescer. Hoje o produtor sabe que investir em soluções tecnológicas, inclusive em fertilizantes, ajuda-o a continuar colhendo mais em uma mesma parcela de terra. O País conta com disponibilidade de terras, água, tecnologia e, ano após ano, registra recordes de produtividade. Na última safra de grãos, por exemplo, houve um crescimento de produtividade de 6,6%, em relação à safra anterior. E, em 2014, o setor foi responsável por 23% do PIB do Brasil. A Yara está comprometida com a agricultura brasileira e possui uma estratégia de investimento em longo prazo para sustentar a demanda agrícola do País. Nossa estratégia é continuar investindo no Brasil, com foco rentável em três pilares: segurança, meio ambiente e produtividade.

De que maneiras a Yara trabalha para aperfeiçoar sua relação com os clientes?
A Yara é uma empresa centenária e que se diferencia não só pelos seus Premium Offerings, mas também pelo amplo conhecimento adquirido desenvolvendo soluções de nutrição de plantas para todas as culturas, solos e climas para mais de 150 países. Acreditamos que o nosso conhecimento faz crescer os negócios de nossos parceiros e clientes. Todos os nossos coordenadores comerciais são engenheiros agrônomos que atuam como consultores dos clientes, recomendando uma solução personalizada para maximizar a produtividade. Assim, criamos relações de parceria e confiança. Para atender as peculiaridades e as demandas de diferentes produções e tipos de solo, trabalhamos com Programas Nutricionais específicos para cada cultura, que oferecem a melhor solução para todas as fases do desenvolvimento da planta. Além disso, somos a única empresa no mundo a possuir um portfólio com fertilizantes líquidos e sólidos, que podem ser aplicados via foliar, por fertirrigação ou diretamente no solo. Também oferecemos ferramentas complementares, como o N-Sensor (equipamento acoplado em tratores que, por meio de um leitor óptico, identifica as deficiências nutricionais da planta e ajusta automaticamente a dose de fertilizante que deve ser colocada), o N-Tester (medidor óptico manual), o ZIM Probe (que mede a quantidade de água das plantas) e os aplicativos gratuitos TankmixIT, CheckIT, DiscoverIT e ImageIT.

Lair Hanzen é presidente da Yara Brasil