A Granja do Ano – 33 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Colheitadeiras

COLHEITA de bons resultados

Tecnologia desenvolvida pela John Deere ajuda a incrementar a produtividade nas lavouras do País

A Granja do Ano - De que forma a John Deere mantém-se próxima ao produtor e atenta às novas demandas do homem do campo?

Rodrigo Junqueira - A John Deere oferece assistência completa ao produtor, o que garante a qualidade e a eficiência dos seus serviços. Hoje temos mais de 250 concessionários de produtos agrícolas espalhados pelo Brasil. A John Deere entende que o relacionamento direto com o agricultor é fundamental para garantir melhores resultados no campo. Quando o cliente adquire uma máquina agrícola John Deere, ele recebe uma entrega técnica na sua propriedade. Após isso, o concessionário faz um planejamento mútuo, oferecendo cursos de operação e ajustes no produto. Os concessionários da John Deere também proporcionam ao cliente “clínicas de produtos”, realizadas momentos antes de um plantio, pulverização ou colheita. O que o produtor rural mais precisa é que sua propriedade seja eficiente, e nossas tecnologias e produtos são voltados para que o agricultor possa alcançar, cada vez mais, sua melhor produtividade. A John Deere investe mundialmente cerca de US$ 4 milhões ao dia em pesquisa e desenvolvimento tecnológico para que os agricultores possam ter cada vez mais acesso a produtos que o auxiliem na crescente demanda por alimentos.

Quais são os principais diferenciais e qualidades da nova Série S, um dos recentes destaques da empresa?

As colheitadeiras da Série S, composta pelos modelos S540, S550, S660, S670 e S680, possuem cabine com novo desenho, mais espaço interno, itens de conforto – como frigobar – e ampla visão das laterais e plataforma. Junto ao monitor de controle CommandCenter, pode ser acionada a tecnologia HarvestSmart, que diminui a perda de grãos e regula automaticamente a velocidade de operação, resultando em máxima produtividade. Outro diferencial importante oferecido em toda a Série S é o Sistema Interativo de Ajuste, equipamento que oferece sugestões para diminuir a perda, aumentar a qualidade do grão ou alterar a condição de palha. Esses componentes e diferenciais melhoram a capacidade de colheita, reduzindo o consumo de combustível em até 17% e aumentam a produtividade em até 15%.

Qual é a avaliação sobre o mercado de máquinas agrícolas nesse momento no Brasil?

Em 2013, a agricultura brasileira passou por recordes de produção, o que ajudou o crescimento das vendas de máquinas agrícolas. As linhas de crédito via PSI/Finame com juros de 3% e 3,5% fizeram com que os agricultores acelerassem seus projetos de expansão e, consequentemente, a compra de máquinas. Mesmo com uma pequena retração nas vendas de máquinas no primeiro semestre deste ano, acreditamos que 2014 está sendo bom para o setor, pois a produtividade e a área plantada continuam aumentando. Além disso, com a ampliação das áreas e a possibilidade de termos mais safras durante o ano, o produtor passou a usar a máquina mais intensivamente, logo, elas ficam obsoletas mais rapidamente, fazendo com que o agricultor invista na aquisição e renovação.

Quais são as expectativas para a safra 2014/2015 no Brasil, assim como para os negócios da John Deere?

Acreditamos que a agricultura brasileira continuará vivendo esse bom momento pelo qual tem passado e a John Deere irá participar ativamente desse cenário, desenvolvendo tecnologias que vão ao encontro das necessidades do produtor. A John Deere aposta cada vez mais na agricultura brasileira e, por isso, realiza diversos investimentos no País. Em 2013, iniciou a ampliação do Centro de Distribuição de Peças para América do Sul e a instalação do Centro de Treinamento, além de iniciar a ampliação da fábrica de Montenegro para a produção nacional da série 8R de tratores, que será concluída em 2015. A John Deere também anunciou investimentos para ampliação da capacidade da fábrica de Catalão/GO, que irá aumentar a produção de colhedoras de cana e pulverizadores, e que será concluída em 2015.

Rodrigo Junqueira é diretor de Vendas da John Deere para a América Latina