Do Pasto ao Prato

 

VIAJANDO NA PECUÁRIA

Fernando Velloso é médico-veterinário e sócio-proprietário da Assessoria Agropecuária FF Velloso & Dimas Rocha – www.assessoriaagropecuaria.com.br –

O ditado “Se Maomé não vai à montanha, a montanha vai a Maomé” é velho e batido, mas tem muito a ver com o propósito deste texto: repetir que viajar é preciso e, na pecuária, não é diferente.

A minha profissão (felizmente) me propiciou viajar muito nos últimos anos, dentro e fora do País. Posso dizer que comecei jornadas mais distantes em 1998, quando realizei um intercâmbio rural na Austrália e, de lá para cá, peguei gosto pela coisa e não parei mais. A convicção de que é preciso ver in loco ficou mais forte a cada viagem realizada.

Praticamente, todas as viagens internacionais que fiz foram em função da pecuária e, assim, pude ver como parecida e diferente pode ser a produção de bovinos em diferentes países.

Uma das tantas conclusões que puder tirar de tantos vaivéns foi que, quem não viaja, acaba tendo percepções bem distorcidas sobre a pecuária em outros países. Alguns exemplos recorrentes: nos EUA, o gado é todo confinado; no Canadá, todo gado é muito grande; na Argentina, só se produz o “bolita”; na Escócia, o gado Angus é bem baixinho; na Austrália, é só gado no deserto e de helicóptero. Enfim, caímos nas armadilhas de repetir as mensagens e imagens que mais se repetem acerca de um país ou uma região. Mais ou menos parecido como imaginamos que muitos veem o Brasil: carnaval, samba, praia, onça, etc.

...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!


Warning: getimagesize(/revistas/ag/imagens/id_443/do+pasto+ao+prato_1.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/storage/a/fb/47/edcentaurus/public_html/edcentaurus/application/controllers/AgController.php on line 441