Confinador

 

PONTO DE ABATE: QUAL É O IDEAL?

Amanda Oliveira*

Uma das principais formas de avaliar a rentabilidade da fazenda é analisando a produtividade por hectare. Nos dias de hoje, para que a pecuária seja competitiva, esse número deve estar acima de 12@/ ha/ano, segundo analistas da área. A média brasileira ainda está muito abaixo desse número, em torno de 5@/ha/ano. Sabemos das dificuldades para atingir esse número considerado ideal, mas com o avanço das técnicas de intensificação, isso está cada vez mais tangível. Uma das formas de torná-lo realidade na fazenda é através da terminação dos animais em confinamento.

Cada vez mais, a pecuária tem feito uso do confinamento e é adotado como parte da estratégia da fazenda, fazendo- -se indispensável para tornar a pecuária mais rentável. Porém, mesmo com o efeito claro na produtividade por hectare da fazenda, alguns pecuaristas ainda acreditam ser uma atividade de difícil retorno, principalmente em tempos de insumos com os custos tão altos como o que estamos vendo atualmente.

Não se pode negar que a atividade envolve riscos elevados e que, em função disso, requer um estudo financeiro complexo para que a tomada de decisão seja assertiva em todos os pontos, e os riscos financeiros da operação sejam reduzidos. O importante é ter em mente todas as análises das variáveis que podem impactar na rentabilidade antes de iniciar a operação.

São vários os gargalos que o pecuarista deve atentar para tornar a operação do confinamento mais segura em termos de investimento financeiro. Fatores relacionados a manejo, nutrição, mercado, planejamento de insumos, mercado futuro, perfil de animal, genética, entre outros, interferem diretamente no resultado. Alguns desses fatores que impactam diretamente na rentabilidade fogem do controle do pecuari...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!