Brasil de A a Z

 

Poeira, estrada... e muito gado

William Koury Filho é zootecnista, mestre e doutor em Produção Animal, jurado de pista de Angus a Zebu e proprietário da Brasil com Z® – Zootecnia Tropical

Amigos da lida, setembro foi um mês de muito trabalho de curral e muita poeira nas andanças pelo País. Em plena seca, a conversa sobre a chuva é sempre um dos assuntos mais comentados pelos produtores, seja para reclamar da falta dela – como se todo ano não houvesse seca –, seja para comemorar a chuva recém caída, ou prevista.

Enquanto isso, em Brasília, o novo governo tenta segurar as rédeas da economia e administrar a crise política instaurada em meio a escândalos de fundos de pensão e indiciamento do ex-presidente na Lava Jato. O ambiente também está muito quente no planalto central e suas conexões. Vale lembrar que estamos em tempos de eleições municipais, e a “arma” mais certa que temos para substituir os políticos ruins pelos bons é o voto. Façamos a nossa parte, ou pelo próprio voto ou através de outras ações que poderão ser significativas para moralizarmos o quadro político do nosso País.

Pois é, mas para nós do agro não existe tempo para mimimi ou chororô, o clima está seco, as paisagens são menos alegres e é com o pó da estrada impregnado na roupa que seguimos em frente em prol da produção de um Brasil rural que dá certo e serve de exemplo.

Em agosto tivemos a Expogenética, e agora em setembro foi a Expoinel. Nesses eventos permanece a incansável discussão de quantos tipos de Nelore existem. O grande dilema sobre pista ou prova, e os estereótipos de que se é de prova não é bonito de raça e se é de pista não é bom nos sumários, parece estar impregnado na cabeça daqueles que gostam de um embate. O fato é que o Nelore brasileiro é um só, ajustes são necessários e a ju...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!