Tendências

 

Agora é para o Sul!

Depois de se deslocar à procura das fronteiras agrícolas do Norte, a pecuária caminha na contramão

Tatiana Freitas

Há dez anos, o crescimento do rebanho bovino nacional tem se deslocado em direção oposta à região amazônica. Foi o que mostrou estudo da Embrapa Gestão Territorial (SP) por meio de dados obtidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa registra que, a partir de 1974, a atividade pecuária deslocava-se pelo País em direção ao Noroeste. Esse movimento manteve-se até 2006 quando, tanto a pecuária de corte como a leiteira, iniciou movimento contrário em direção ao Sul.

A tendência de a pecuária crescer mais em direção ao Sul verificou-se até nas últimas análises feitas com dados coletados pelo IBGE em 2014. “O estudo mostra que o crescimento do setor aponta para o Sul e não mais para Noroeste, demonstrando que a pecuária não se desloca mais em função da fronteira agrícola do Norte do País”, interpreta o engenheiro-agrônomo Rafael Mingoti, que coordenou o trabalho na Embrapa Gestão Territorial. Para ele, a produção de bovinos tem se direcionado ao mercado consumidor concentrado nas Regiões Sul e Sudeste.

Os pesquisadores levantam algumas hipóteses sobre a razão do ponto de inflexão observado em 2006. Um dos motivos para a atividade deixar de crescer em direção ao Norte poderia ser a intensificação das ações de fiscalização na fronteira agrícola naquela região, desestimulando a abertura de novas áreas por lá para a bovinocultura. Os cientistas querem saber o motivo da relativa diminuição do rebanho bovino na Região Norte do País e o de seu aumento na Região Sul. Essas análises farão parte da segunda etapa desse trabalho.

Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!


Warning: getimagesize(/revistas/ag/imagens/id_428/tendencias_1.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/storage/a/fb/47/edcentaurus/public_html/edcentaurus/application/controllers/AgController.php on line 439