Confinador

 

ÓLEOS FUNCIONAIS

Tecnologia apresenta benefícios desde a cria até o confinamento

Juliane Diniz Magalhães*

Busca por produtividade, qualidade do produto final e maior margem de lucro é a máquina que toca a produção animal em qualquer sistema de produção. Nesse contexto, novas e inovadoras tecnologias vêm surgindo para melhorar os resultados produtivos e fornecer alimentos seguros e de qualidade à população.

Embora melhorar índices produtivos seja de suma importância, a demanda dos consumidores e da indústria passa por uma revolução em nível mundial. Os consumidores estão cada vez mais exigentes em saber a procedência do alimento que irão consumir e a indústria preocupada com a segurança e qualidade do produto que irá comercializar, informando em seus rótulos a real procedência do alimento e fomentando na mídia os produtos oriundos de sistemas de produção sustentáveis. Fatos como esses geram a necessidade de tecnologias modernas que consigam atender as exigências de mercado para produzir o alimento que está em crescimento de demanda. Um exemplo de tecnologia moderna dentro do segmento da nutrição animal são os aditivos chamados de Óleos Funcionais (OF).

Mas qual a função dos tais “aditivos” na nutrição de bovinos? A principal função dos aditivos no rúmen é controlar o ambiente ruminal, favorecendo a fermentação, melhorando a digestão e o aproveitamento dos alimentos que são fornecidos. Esse incremento visa à melhora no desempenho produtivo, aumentando a produção de carne e leite e alterando a composição dos mesmos.

O que se busca nos aditivos modernos e quais são os tipos disponíveis no mercado? Espera-se desempenho das funções semelhantes aos aditivos químicos, trazendo benefícios ao processo fermentativo no rúmen ou mecanismos de proteção à mucosa...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!