Falou

 

EXCELÊNCIA GENÉTICA

“A gestão inteligente do rebanho é a dose fundamental para nossos clientes obterem uma pecuária mais rentável e sustentável”

O gerente de Vendas e Marketing da CRV Lagoa, Luís Adriano Teixeira, mostra os esforços da central para o desenvolvimento da pecuária brasileira

Revista AG – O futuro do melhoramento caminha para a avaliação genética. Qual balanço do Paint hoje?
Luís Adriano Teixeira -
O Paint é um dos programas de melhoramento mais consolidados do mercado, com mais de 22 anos e abrangência nacional e em outros países do Mercosul. Com uma base de mais de 668 mil animais avaliados, o balanço é mais que positivo, comprovado e reconhecido pelo mercado, tanto que novos parceiros continuam aderindo ao Programa desde o início deste ano. Com certeza, todo suporte, assessoria, treinamento, respaldo e conhecimento da equipe da CRV Lagoa contribuiu – e muito – para todo esse sucesso, assim como também os resultados obtidos pelos quase 70 criadores atuais. O ganho de peso genético do nascimento ao sobreano passa de 21,58 kg na tendência genética atual do Paint.

Revista AG – Quais produtos a CRV tem indicado na bateria para a pecuária comercial? Luís Adriano Teixeira - Temos como filosofia da CRV Lagoa que “o rebanho faz a diferença”, e que a gestão inteligente é a chave fundamental para nossos clientes obterem uma pecuária mais rentável e sustentável. E essa filosofia é adotada em toda linha de produtos e serviços e na assessoria aos nossos clientes para que, juntos, eles possam ter a resolução de suas necessidades. Portanto, essa é a indicação para todos os rebanhos, independentemente se são comerciais ou não. A companhia é reconhecida no mercado como a pioneira no investimento na seleção e oferta de genética provada com base em ganhos efetivamente produtivos para os clientes. Mais do que isso, queremos aconselhar de forma confiável os nossos clientes e, por isso, antes de tudo, classificamos os touros conforme seu sistema de produção (extensivo, semi-extensivo, semi-intensivo e intensivo) e as características que pretendem melhorar.

Revista AG – Entre os taurinos, quais qualidades você destacaria nas raças que estão em ascensão na central?
Luís Adriano Teixeira -
Os números do mercado mostram que a raça Angus é a que tem se destacado mais e na CRV Lagoa não é diferente, mas também temos esforços para cada vez mais termos genética taurina avaliada e selecionada nacionalmente. Não é à toa que investimos massivamente no Centro de Performance realizado em Sertãozinho/SP com diversas raças, como Nelore, as adaptadas, mas também taurinas, sendo o teste de performance mais completo do mercado, incluindo a opção de avaliação de eficiência alimentar. O resultado para o mercado e nossos clientes é que conseguimos oferecer uma genética diferenciada na qual, atualmente, cerca de 25% do sêmen de Angus nacional é oriundo de animais que passaram pelo CP CRV Lagoa. Entre os animais ofertados diretamente pela CRV Lagoa, além das elevadas taxas de crescimento e qualidade de carcaça das raças Angus, também buscamos selecionar animais mais equilibrados e que, nos sistemas semi-intensivos e intensivos, possam turbinar os ganhos de peso, mas aliados às taxas de acabamento de carcaças exigidas.

Revista AG – O curso técnico de Inseminação Artificial da CRV vem registrando uma boa demanda. Quais fundamentos são praticados nessas aulas?
Luís Adriano Teixeira -
A CRV Lagoa capacita, somente nos cursos diretos realizados na Central, em Sertãozinho, mais de 400 alunos por ano. Se contarmos os cursos realizados diretamente nas fazendas e os cursos regionais com todo know-how e parceiros da central, temos um papel muito importante na melhoria da mão de obra e aumento do mercado. Mas vamos além, pois sabemos que o treinamento e a melhor capacitação dos produtores farão com que nossa pecuária de corte (e de leite também) seja cada vez mais competitiva, produtiva e eficiente. Por isso, além do curso específico de IA, temos também os cursos que chamamos de Ensino Avançado, nos quais abrangemos temas como IATF, melhoramento genético, gestão de fazenda, andrologia, manejo de cria, entre outros assuntos.