Falou

 

Parceira do bem-estar animal

“O curral antiestresse é a melhor tecnologia na pecuária para se obter maior rentabilidade e rapidez no negócio”

O gerente de Vendas Lúcio Coelho apresenta a linha da Currais e Cochos Itabira para o manejo eficiente do rebanho

Revista AG – Uma grande preocupação do setor agropecuário é a respeito da responsabilidade ambiental e social e também com produtos voltados ao bem-estar animal. O que a Currais Itabira tem feito a respeito?

Lúcio Coelho - Buscando contribuir para um futuro melhor para as próximas gerações, a Currais Itabira entende que somente através do uso racional dos recursos naturais torna-se possível garantir o desenvolvimento sustentável. Nessa perspectiva, podemos dizer que nossos produtos são ecologicamente corretos para a pecuária. Tanto os criadores quanto os produtores de carne sabem que o bem-estar animal é crucial em todas as etapas da produção. Trabalhamos com instalações bem planejadas, de maneira que não tenham cantos, obtendo formas arredondadas, que dão a sensação para o animal de estar voltando de onde ele veio. A seringa, o tronco coletivo e o embarcadouro, além de serem em curva, precisam ser fechados para que não entre luz, evitando sombras e que os animais vejam a movimentação externa, o que ocasiona agitamento e distração.

Revista AG – Nesse contexto, o destaque no portfólio da Currais Itabira seria... ?

Lúcio Coelho - O curral antiestresse, pois é a melhor tecnologia na pecuária para se obter maior rentabilidade e rapidez no negócio, otimizando o manejo, reduzindo o tempo de permanência no curral e evitando que o animal perca peso durante a lida, consequentemente, gerando lucros.

Revista AG – Especificamente em relação a esse curral antiestresse, quais são os diferenciais frente aos modelos convencionais?

Lúcio Coelho - Entende-se por convencional o projeto que mantém a seringa, o tronco coletivo e o embarcador em linha (reto) e com excesso de visão para o ambiente externo. Isso possibilita que os animais se acostumem a pular ou disputar espaços uns com os outros, provocando maior índice de acidentes e estresse. Enquanto que o curral antiestresse, como já dito antes, tendo o formato em curva, estimula o animal a progredir naturalmente. Esse curral, aliado ao manejo racional (lida gentil), oferece grandes vantagens: proporciona maior lucro devido à menor movimentação que induz e, consequentemente, menor perda de peso e melhor apresentação e qualidade do produto, o que possibilita exigir um pouco mais no valor da @; reduz o tempo de manejo, permitindo que os animais sejam soltos mais cedo; aumenta a segurança do operador, evitando acidentes; diminui o mau trato e o estresse ocasionados no manejo, além de facilitar o trabalho com o animal devido à planta funcional do curral. Há quase 40 anos no mercado, sempre estamos antenados às dificuldades no campo.

Revista AG – A companhia conta com um laboratório próprio para certificar a qualidade dos produtos. Como funciona isso e qual o feedback dos clientes?

Lúcio Coelho - Possuímos laboratório próprio com tecnologia moderna, no qual analisamos a matéria-prima (areia e brita) e realizamos simulações de resistência à compressão do concreto. Possuímos uma central automatizada para a mistura do concreto com controlador do grau de umidade e aditivo/agregado que o torna autoadensável, o que garante a uniformidade no traço da massa. A resistência do Concreto Protendido Auto Adensável é 100% maior do que o convencional utilizado em construção civil (ferragem frouxa). Ele possui alta compactação (impermeável), protegendo, assim, a armadura interna contra as intempéries climáticas, a urina, as fezes e o suor do gado, entre outros fatores que comprometem a vida útil do curral.


Warning: getimagesize(/revistas/ag/imagens/id_383/falou_1.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/storage/a/fb/47/edcentaurus/public_html/edcentaurus/application/controllers/AgController.php on line 439